Topo

MMA

Holly lamenta não enfrentar Tate e diz que próxima luta possa ser com Ronda

PAUL CROCK / AFP
Imagem: PAUL CROCK / AFP

Do UOL, em São Paulo

11/04/2016 18h44

Sem lutar desde que perdeu o cinturão dos galos feminino do UFC para Miesha Tate, em 5 de março, Holly Holm ainda tenta entender a razão pela qual não terá uma revanche com a nova campeã. Em 6 de abril, a organização anunciou que Amanda Nunes enfrentará Tate, no UFC 200.

“Era uma revanche que fazia sentido. O público queria ver, então não era algo que partia somente de mim”, afirmou Holly, em entrevista ao “MMA Hour”. A norte-americana, no entanto, acredita que a decisão do UFC pode ter sido feita pensando em outro combate.

“Quem sabe. Talvez eles vão me colocar contra Ronda e a vencedora lutará pelo cinturão. Quem sabe”, afirmou. “Pode ser isso, eles pode estar esperando por isso (agenda uma revanche com Ronda)”.

Em 14 de novembro de 2015, Holly Holm chocou o mundo das lutas ao nocautear Ronda Rousey, no combate principal do UFC 193, em Melbourne, na Austrália. Desde então, a antiga campeã não fez mais nenhuma luta e Holm colocou seu cinturão em jogo contra Miesha Tate, que a finalizou.

“Não sei o que eles (UFC) realmente estão pensando, mas são um negócio de sucesso por alguma razão. Você sabe que eles são uma promoção bem sucedida e eles geralmente têm suas razões por trás de tudo”.

“Sinto que nesse ponto, não tendo a revanche (com Tate) que eu gostaria, meio que só penso em treinar duro e estar aberta para qualquer coisa”, continuou Holly. “Estarei pronta de qualquer jeito. Se tiver uma revanche com Ronda, vou colocar minha bunda para treinar. E se tiver uma revanche com Tate, vou colocar minha bunda para treinar”.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!