MMA

Incomodado, técnico tenta provar que Aldo não fugiu de McGregor

do UOL, em São Paulo

16/04/2016 20h19

Já faz quase um ano desde que a primeira luta entre José Aldo e Conor McGregor foi cancelada por conta de uma lesão do brasileiro. No entanto, parece que essa história ainda não deixa o ex-campeão dos pesos-penas e seu técnico, Dedé Pederneiras, em paz.

Neste sábado, por meio de suas redes sociais, Dedé, chefe da academia Nova União, fez um desabafo sobre aquela época, acompanhado de um vídeo onde José Aldo aparece fazendo um procedimento para tentar lutar.

"Pior é eu ter que escutar que o Aldo correu da primeira luta com o Conor. Esse procedimento de PRP foi uma tentativa de lutar mesmo com a costela fraturada. O Aldo colocou uma agulha enorme, que perfurou sua pele até chegar a costela, e ainda tem gente que diz que nós saímos de luta por qualquer motivo. Aliás, dizem que sou eu que tiro das lutas... Só esquecem que um camp custa uma fortuna e não recebemos nada quando isso acontece", desabafou.

Na época, a lesão gerou muita confusão no mundo das artes marciais mistas, já que o UFC divulgou um comunicado afirmando que José Aldo não havia sofrido uma fratura, enquanto um laudo brasileiro apontava que a fratura existia.

O vídeo divulgado por Dedé Pederneiras se trata de uma injeção de PRP (Plasma Rico em Plaquetas), quando o atleta tira próprio sangue, que é centrifugado para sair só o plasma positivo, que é injetado novamente por uma agulha diretamente no osso. O tratamento, no entanto, não fez com que Aldo lutasse contra McGregor.

Com Aldo fora, McGregor teve a oportunidade de enfrentar Chad Mendes pelo cinturão interino da categoria. E o conquistou. Depois, finalmente conseguiu enfrentar o brasileiro, em um confronto que terminou com um nocaute de 13s do irlandês sobre o lutador da Nova União.

Uma revanche até poderia ter acontecido nos últimos meses, quando Rafael dos Anjos, que faria uma superluta com McGregor, se machucou, mas José Aldo e Dedé Pederneiras recusaram o combate por terem apenas oito dias de preparação. Então, Nate Diaz foi colocado no evento e venceu o irlandês com uma finalização no segundo round.

José Aldo está escalado para voltar ao UFC em julho, pela edição de número 200 da organização, quando ele enfrentará Frankie Edgar pelo cinturão interino dos penas, enquanto McGregor fará uma revanche contra Nate Diaz, nos meio-médios, para depois voltar para sua divisão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Esporte - Imagens
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo