MMA

Dana nega UFC à venda, mas admite negócios "secretos" para expandir evento

Evelyn Rodrigues
Imagem: Evelyn Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

11/05/2016 12h37

Sócio minoritário e presidente do UFC, Dana White, se manifestou nesta quarta-feira (11) para garantir que a organização não está à venda, mas sempre negocia confidencialmente  sua expansão, negando a notícia que surgiu na noite de terça-feira de uma possível compra a partir de uma investida bilionária chinesa. A afirmação foi dada ao programa Dan Patrick Show com um adendo: "se alguém aparecer com US$ 4 bilhões (RS 13,8 bilhões), nós definitivamente podemos conversar."

De acordo com notícia da ESPN americana, este foi o valor que o grupo formado pelas empresas WME/IMG, China Media Capital, The Blackstone Group e Dalian Wanda Group estaria disposto a investir no UFC. As quatro já teriam falado com os irmãos Frank e Lorenzo Fertitta, este CEO da organização, sobre o negócio.

"Nós não estamos à venda. Estamos sempre trabalhando em acordos e na expansão global", afirmou White. "Se estou no meio de um acordo, há muita confidencialidade envolvida, mas estamos trabalhando na expansão, em crescer a empresa e entrar em dois novos territórios como China, Japão, Coreia do Sul. Estamos sempre trabalhando em acordos."

Dana comentou que já falou várias vezes que o UFC recebe ofertas constantes de outras empresas americanas interessadas na compra e que a primeira delas acima de US$ 1 bilhão, feita em 2010, foi rejeitada.

"Eu amo esse negócio, o esporte. Eu saio da cama todo dia empolgado para ir ao trabalho. Eu e os irmãos estamos nessa há muito tempo, trabalhamos juntos bem. Se fizermos algo, será uma decisão mútua e todos sairíamos de lá", garantiu. 

O empresário também comentou a relação com Conor McGregor, que gerou polêmica recentemente ao fingir que havia se aposentado, para depois mostrar que estava tomando uma posição contra a turnê midiática que os lutadores são obrigados a fazer antes de entrar no octógono.

"Conor e eu temos falado todo dia. Vamos jantar na próxima semana", garantiu. Dana abordou a suposta luta entre o irlandês e o boxeador Floyd Mayweather, fato que tem sido mencionado por ambos os atletas nas últimas semanas.

"Se o Floyd (Mayweather quer lutar com Conor, me liga, Floyd", pediu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Ag. Fight
UOL Esporte - MMA
Na Grade do MMA
Blog do Ohata
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte - Imagens
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo