MMA

UFC 198 definirá rumo de lendas e futuro de apostas do Brasil

Danilo Lavieri

Do UOL, em Curitiba (PR)

13/05/2016 06h00

O UFC 198, marcado para este sábado (14), em Curitiba, tem papel decisivo no futuro do MMA brasileiro. Ele não só definirá rumo de algumas das maiores estrelas da história do esporte no país, mas também poderá traçar os próximos passos de grandes apostas.

O primeiro grande exemplo fica por conta de Ronaldo Jacaré. Até mesmo Vitor Belfort, que é seu adversário no evento, define o lutador nascido no Espírito Santo como o futuro do MMA brasileiro e já cravou: “ele é o mais duro entre os médios”.

Uma vitória certamente colocará Ronaldo como o favorito para o próximo desafiante do cinturão, que hoje é de Luke Rockhold. Antes disso, o norte-americano colocará o rótulo em jogo diante de Cris Weidman, no UFC 199, em Los Angeles, em junho.

Ao mesmo tempo, se perder, poderá ficar muito atrás na fila por uma nova disputa, e praticamente inviabilizaria seus planos de ter o cinturão da categoria ainda esse ano. O resultado também significaria um respiro na carreira de Belfort.

Multicampeão e com duas disputas recentes de cinturão em categorias diferentes, em 2011 e 2012, ele voltaria a figurar entre os principais da categoria. Se perder, poderá ser um curinga da organização e integrar grandes lutas. Até mesmo uma mega revanche com Anderson Silva, que precisou deixar o card do UFC 198, é cogitada.

Outro que precisa da vitória para não passar a viver apenas de seu passado é Maurício Shogun. Com quatro derrotas nas últimas seis lutas, ele enfrenta o norte-americano em ascensão Corey Anderson. Distante de uma nova disputa de cinturão, ele já tem figurado como um bom nome para fazer novas lutas históricas, como foi a contra Minotouro.

Demian Maia é outro que não é exatamente jovem: 38 anos. Uma vitória, no entanto, colocaria o especialista em jiu jitsu como um dos favoritos para disputar o cinturão de sua categoria. Seria uma segunda chance para o brasileiro que já desafiou Anderson Silva pelo cinturão dos médios.

Assim como Fabrício Werdum. Com a mesma idade, ele precisa vencer Stipe Miocic para conseguir cravar de vez seu nome como um dos maiores lutadores dos pesados de todos os tempos. Ele explora bastante o carisma para fincar sua marca entre as principais não só do país, mas do mundo.

Ainda longe de uma disputa de um cinturão, mas com um cartel animador, Warley Alves integrará o card principal do UFC 198 e luta pela sua 11ª vitória consecutiva. Ele nunca perdeu e enfrenta Brian Barberena com a chance de começar a aparecer nas cabeças do ranking.

Cris Cyborg fará a sua estreia na organização. Depois de dois anos de espera, ela finalmente terá a chance de lutar no maior campeonato de MMA do mundo e já chega com status de estrela. Não à toa, já fala até em desafiar a ex-campeã e desafeta Ronda Rousey.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Redação
Ag. Fight
UOL Esporte - MMA
Na Grade do MMA
Blog do Ohata
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte - Imagens
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo