MMA

Thomas Almeida ignora "estilo McGregor" e quer vitória por cinturão do UFC

John Locher/AP Photo
Thomas Almeida terá o maior desafio de sua carreira contra Cody Garbrandt Imagem: John Locher/AP Photo

Rodrigo Garcia

Do UOL, em São Paulo

27/05/2016 06h00

A luta principal do UFC Las Vegas, que será realizado no próximo domingo (29), deverá definir o próximo desafiante ao cinturão do peso galo. Os cotados para assumir o posto são a principal promessa do MMA brasileiro, Thomas Almeida, e o norte-americano Cody Garbrandt, atleta que desponta como um dos maiores talentos dos Estados Unidos.

Para se ter ideia de como Thomas, sétimo colocado do ranking do UFC, está com prestígio junto à organização, o ex-campeão peso galo, Renan Barão, foi colocado como co-evento principal da noite, preparando terreno para que o compatriota possa estrear em sua primeira luta de cinco rounds na organização. Contudo, Thomas não considera uma pressão a mais ser a estrela principal do evento.

“Eu considero que todas as lutas têm responsabilidade, independente de ser a primeira ou a última do card. Sempre será a luta da minha vida, trato isso de forma normal. A única coisa que vai mudar é que são cinco rounds, então preciso me preparar mais forte para o caso da luta decorrer pelos cinco rounds. Mas se for uma luta contra um cara na academia, terei a mesma responsabilidade e o mesmo nervosismo que na luta principal”, revelou o lutador, em entrevista ao UOL Esporte.

Duelo de invictos

Arte/UOL Esporte
Thomas Almeida e Cody Garbrandt estão invictos em suas carreiras Imagem: Arte/UOL Esporte

Thomas Almeida tem apenas 24 anos, mas já possui um cartel invejável no MMA. O lutador emplacou 21 vitórias em sua carreira, sendo quatro delas no UFC. Em todas as suas apresentações pela maior organização do esporte, Thomas teve bom desempenho e ganhou prêmios: três pela performance da noite e um pela melhor luta da noite.

Já Garbrandt possui um cartel mais enxuto, mas com o mesmo potencial de sucesso. Com os mesmos 24 anos de Thomas, o norte-americano já realizou oito lutas na carreira e venceu todas, sendo três delas pelo UFC. Para Thomas, enfrentar um adversário invicto é apenas mais um desafio em uma categoria recheada de talentos.

“Eu vejo uma divisão muito dura, muito equilibrada, com atletas de alto nível. No top 5, top 10, o nível está alto, só tem casca grossa. A caminhada pro topo vai ser dura, tem caras muito novos, dois ou três invictos (Almajain Sterling e Chris Holdsworth) que estão com fome, são novos e tem muita vontade. O páreo está duro. A hora que chegar no topo, quer dizer que chegou bem e não teve caminho fácil, só batalhas duras. Ainda temos o Assunção, o Dillashaw, então o nível está alto”, avaliou Thomas.

Rivalidade entre academias e o “efeito McGregor”

Reprodução/Instagram
Cody Garbrandt provocou os lutadores da Chute Boxe em postagem Imagem: Reprodução/Instagram

No mundo das lutas, é normal que haja certa rivalidade entre atletas de diferentes academias. Dentro do UFC, uma das principais disputas entre academias acontece entre a Nova União, local em que treinam astros como José Aldo e Renan Barão, e a Team Alpha Male, onde Chad Mendes e Urijah Faber fazem suas preparações. Porém, uma nova página está sendo escrita na história do MMA, desta vez entre Chute Boxe e a academia norte-americana.

Durante a promoção para o duelo, Cody Garbrandt já havia provocado Thomas Almeida. O atleta chegou até a trocar farpas com Felipe “Sertanejo” Arantes, companheiro de treinos do brasileiro e outro membro do UFC. Na ocasião, o norte-americano provocou os brasileiros e disse que derrotaria os dois, sendo prontamente respondido – e desafiado -, por Sertanejo. Contudo, Garbrandt relembrou a derrota sofrida por Felipe contra André Fili, que também treina na Team Alpha Male.

Para Thomas, o falatório que tem inundado o mundo da luta é um reflexo da postura de Conor McGregor, campeão peso pena que destronou José Aldo. Segundo o lutador, a atitude acaba ajudando a promover as lutas das categorias mais leves, apesar da técnica ainda ser o primordial.

“Acho que ajudou, mas não só por isso, e sim pelo nível dos atletas que é muito bom, muito alto, é muito bonito de se ver luta dos leves, a técnica é muito boa. Isso ajudou, com certeza, é um fator a mais pra somar. Acho muito legal, mas não é muito meu estilo ficar falando, respeito todo mundo. O cara que eu vou lutar gosta de falar, provocar. Eu respeito, faz parte do jogo dele, mas é aquela coisa: cada um é cada um, tenho respeito por todos”, salientou Thomas.

Pressão por substituir grandes nomes do esporte

Alexandre Loureiro / Inovafoto
Thomas Almeida é a maior promessa brasileira do esporte Imagem: Alexandre Loureiro / Inovafoto

Com desempenhos tão dominantes no octógono, Thomas já é apontado como o maior nome brasileiro do esporte dentre os talentos da nova geração. Com ídolos como Anderson Silva, Lyoto Machida e Vitor Belfort já entrando na fase final de suas carreiras, surge espaço para que Thomas ganhe cada vez mais protagonismo.

Porém, uma frase eternizada por Ben Parker, personagem que é o tio de Peter Parker, o Homem-Aranha, marca o momento de Thomas: “grandes poderes trazem grandes responsabilidades”. No caso de brasileiro, não são poderes como os do “Spider”, mas sim os resultados obtidos no UFC que trazem uma grande responsabilidade para o lutador, algo que ele tira de letra.

“Eu vejo isso como trabalho bem feito. Trabalho há anos, estou na caminhada faz mais de 10 anos. Já tenho carreira antes no muay thai. É muito gratificante (esse reconhecimento), levo como combustível para me motivar, chegar lá e dar meu melhor. Fazer o que eu mais gosto de fazer, o que amo, que é chegar, treinar, lutar e ganhar. Então, é muito legal, muito normal pra mim e estou muito feliz com isso aí. Minha meta é ser campeão. Estou trazendo novos treinos, treinadores e parceiros de treino. Tudo focado para me tornar campeão”, concluiu o lutador.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Topo