MMA

Chorando, Jones se diz inocente e afirma que volta se for punido por doping

Diego Ribas/Ag. Fight
Jon Jones chora ao explicar caso de doping que o tirou do UFC 200 Imagem: Diego Ribas/Ag. Fight

Do UOL, em São Paulo

07/07/2016 12h43

O lutador Jon Jones se manifestou nesta quinta-feira (07) após ser flagrado em um exame antidoping que forçou sua saída da luta contra Daniel Cormier, que aconteceria neste sábado (09), no UFC 200, pelo cinturão linear da categoria meio-pesado.

Em entrevista coletiva concedida no saguão do cassino MGM, onde aconteceria a luta, Jones apareceu bastante abatido para se desculpar com os fãs, a organização e seu rival, Daniel Cormier.

"Eu quero começar pedindo desculpas para todos os fãs que vieram até aqui me apoiar no UFC 200. Obviamente com o UFC por não estar apto a me apresentar, sei que tem muito em jogo com esse evento. Quero me desculpar com Cormier, sei que essa luta significa muito para ele e para mim também. Quero me desculpar com todos", declarou Jones.

Ainda segundo o lutador, a notificação sobre o teste chegou na noite desta quarta-feira (06). No entanto, nem Jones e nem seu empresário, Malki Kawa, quiseram fornecer mais detalhes sobre qual substância foi encontrada na amostra "A".

"O que posso dizer é que essas últimas 24 foram um furacão. Fomos notificados sobre uma possível violação. Nós não vamos entrar em detalhes, nos recebemos a notícia e vamos fazer o que for necessário para lutar contra isso. As amostras "B" já estão sendo testadas hoje em Salt Lake City, esperamos ter o resultado até hoje a noite", salientou Kawa, que assumiu que a possibilidade da nova análise voltar com resultado negativo é bem pequena.

Durante a coletiva, Jones precisou se ausentar do salão por alguns instantes. Visivelmente emocionado, o atleta voltou após alguns instantes tentando controlar o choro, mas não conseguiu ao ser questionado sobre a imagem que ficaria após ser pego no doping.

“Toda a situação é mesmo uma m… Machuca mesmo, não tenho ideia do que foi. Tenho tomado os mesmos suplementos por toda a minha carreira. Sigo contra qualquer substância ilegal para aumento de rendimento. Isso machuca mais do que qualquer outra coisa em minha carreira. Eu realmente não sei onde estou agora. Ser rotulado como alguém que trapaceia me machuca mais do que qualquer outra coisa na carreira. Eu não ainda não consegui conversar com Dana White, mas gostaria de falar com ele. Eu já falei com Lorenzo Fertitta e disse a ele que não trapaceio. Eu nunca tomaria nada que potencializasse o meu jogo, eu não trapaceio”, defendeu-se o atleta.

Em meio às lágrimas, Jones ainda ressaltou que não teve tempo de falar com Cormier para se desculpar pelo ocorrido. Caso o doping do lutador seja constatado, ele poderá ficar até dois anos longe do octógono, o que poderia encerrar com as chances de um terceiro embate entre eles. Contudo, Jones destacou que prefere encarar a situação de uma forma positiva.

“Eu estou tentando ser otimista e positivo sobre esta situação toda. Eu coloquei muito trabalho para chegar a este ponto e agora precisarei subir novamente a ladeira. Eu só quero dizer ao Cormier que sinto muito, de verdade. Sei o quanto esta luta significava para ele. Eu acredito que algo de bom irá sair disso, mas agora é difícil de perceber. Me desculpem por estar chorando”, pediu o lutador.

Por fim, Jones admitiu que pode ter ingerido algo que possa ter sido identificado no exame antidoping como uma substância de melhoria de performance. No entanto, o atleta salientou que, se o fez, não foi tentando ter alguma vantagem.

“Tiveram algumas coisas, que nenhuma delas eram relacionadas à performance, que eu tentei. Agora, eu estou tentando pensar em tudo que tomei. Se eu tiver que me afastar por dois anos, definitivamente eu voltarei a lutar. Mesmo que eu pareça quebrado aqui, eu não estou quebrado. Só estou realmente chateado. Se tiver que ficar dois anos afastado, talvez isso seja algo que eu preciso para me desenvolver como pessoa”, salientou o lutador, que completará 29 anos em 19 de julho.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo