Topo

MMA

Daniel Cormier admite que se sentiu intimidado diante de Anderson Silva

Rigel Salazar/ Ag Fight
Cormier apostou na luta agarrada e venceu Anderson Silva por decisão unânime Imagem: Rigel Salazar/ Ag Fight

18/07/2016 12h31

Campeão dos meio-pesados do UFC, Daniel Cormier defenderia seu cinturão diante de Jon Jones, mas o rival foi flagrado no doping e deu lugar a Anderson Silva, em luta que aconteceu no último dia 9, em Las Vegas (EUA).

Apesar da vitória na decisão unânime dos juízes, o americano foi muito vaiado e a torcida insistia em gritar "stand up", pedindo para que o campeão abandonasse o wrestling e lutasse em pé contra o brasileiro, que aceitou a luta com dois dias de antecedência.

Em entrevista ao site Jim Rome, Cormier comentou as vaias que recebeu durante toda a luta e revelou que sentiu o impacto de enfrentar um dos maiores lutadores de todos os tempos.

"Talvez o público não tenha gostado do wrestling ou de ver Anderson ser vencido, mas meu trabalho é ir lá e vencer. Nas minhas três lutas anteriores, fiz a luta da noite contra Jon Jones, ganhei o bônus de performance da noite contra Anthony Johnson e fiz a luta da noite contra Alexander Gustafsson, que foi eleita a segunda melhor luta daquele ano. Sempre estive envolvido em verdadeiras batalhas no octógono", justificou.

Cormier derrotou o brasileiro na decisão unânime dos juízes, mas o ritmo apresentado não foi condizente com suas atuações anteriores. O campeão deu a sua versão sobre a vitória em clima de amistoso.

"Quando olhei para o outro lado do octógono e o vi na posição de aranha que ele sempre faz, eu pensei: 'Uau! É o Anderson Silva!'. Eu lutei da forma que precisava lutar. O que eu podia fazer lutando em pé com o Anderson Silva? Poderia ser catastrófico se eu perdesse. Eu ainda seria o campeão, mas Anderson poderia descer de categoria e ganhar a chance de lutar pelo título dos médios em seguida. E eu? Para onde iria depois disso? Enfrentei Anderson Silva. E quer saber? Consegui uma vitória grandiosa para a minha carreira", disse DC.

Com a saída de Jon Jones de cena, que deve pegar uma longa suspensão pelo caso de doping, Cormier tem grandes chances de enfrentar o vencedor de Glover Teixeira x Anthony Johnson, que acontece no dia 20 de agosto, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 202.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!