MMA

Amanda Nunes desafia Ronda para luta no UFC NY: 'Vai ser grande'

William Lucas/Inovafoto/UFC
Brasileira sonha em enfrentar ex-campeã do peso-galo na casa da adversária Imagem: William Lucas/Inovafoto/UFC

02/08/2016 15h13

Primeira brasileira a conquistar um cinturão do UFC, Amanda Nunes não vê a hora voltar ao octógono. Se depender da vontade da atleta, a nova luta pelo título do peso-galo já tem até desafiante e local: a ex-campeã Ronda Rousey, no UFC 205, em Nova York, no dia 12 de novembro.

Em um jantar com jornalistas, realizado na última segunda-feira, no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, Amanda falou sobre o desejo de lutar no card histórico de Nova York, contra a maior estrela da organização americana.

"Ela foi uma das maiores lutadoras de todos os tempos e eu sou a campeã e fiz história para o meu Brasil. Vai ser algo grande, venderá muito pay per view, será uma das maiores vendas da história, pois eu vou levar o meu país e ela estará no país dela. Vai ser histórico e esse é o meu próximo passo. Talvez seja a Julianna Peña, se a Ronda não voltar, mas acredito no retorno da ex-campeã", disse a baiana.

Ronda Rousey chegou a fazer cinco defesas de cinturão dos galos, até ser surpreendida por Holly Holm, em novembro do ano passado - Rousey foi nocauteada, perdeu a invencibilidade no MMA e o título. Para Amanda, o fator psicológico será determinante em um possível confronto com a ex-campeã.

"Estar com o cinturão é uma força a mais e eu vou com toda a vontade para cima de Ronda. Ela não sabe lidar com a derrota e eu já comecei perdendo. Isso me ajudou bastante e hoje eu sei lidar. Ronda pegou as meninas fracas no começo e a pressão do UFC fez com que isso entrasse na cabeça delas, mas ela sabe que isso não vai acontecer comigo, porque estou muito forte psicologicamente. Ela sabe disso e é por isso que ela está evitando. Quero me aposentar campeã e vou conseguir", encerrou.

Apesar de ainda não ter confirmado a data de seu retorno, Ronda Rousey teve assegurado pelo presidente do UFC, Dana White, o direito de voltar ao evento direto em uma disputa de cinturão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo