MMA

Nate Diaz diz: "Não farei m* nenhuma até ter 3ª luta com McGregor"

Steve Marcus/Getty Images
Nate Diaz terminou a luta contra McGregor com o rosto bastante machucado Imagem: Steve Marcus/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

22/08/2016 10h36

O lutador Nate Diaz não ficou satisfeito com o resultado de sua segunda luta contra Conor McGregor, que aconteceu no UFC 202. Após ser considerado perdedor na decisão dos jurados, o atleta disparou contra a decisão e disse ter certeza de que havia vencido a luta.

Como não poderia deixar de ser, o atleta aproveitou para pedir a terceira luta entre eles ainda no octógono. Conor também mostrou-se aberto à possibilidade, mas ainda tem seu futuro em aberto, já que é o campeão peso pena e precisa defender o cinturão da sua categoria.

Na noite do último domingo (21), Nate Diaz concedeu entrevista para analisar a luta contra o irlandês e fez uma declaração contundente: não fará mais nada até ter a revanche contra seu algoz.

“Eu não farei merda nenhuma até termos a terceira luta. Vocês não me verão até lá. Se eles quiserem marcar isso o mais rápido possível, vamos lá. Mas eu não acho que será uma boa movimentação estratégica para ele aceitar outras lutas, ele é um cara de negócios, então vamos ver o que acontece”, declarou Nate Diaz.

Ainda segundo Nate, a ideia de Conor de realizar a luta como peso leve (até 70 quilos) também o agrada, já que os dois embates anteriores aconteceram pela divisão meio-médio (até 77 quilos).

“Eu sempre fui um peso leve. Acho que entrei para a luta pesando entre 78 e 80 quilos, talvez até mais leve. Então sim, é lá que eu quero que a luta aconteça, assim poderei ter os quadradinhos na barriga. Você sabe que quer sair na foto com os quadradinhos na barriga”, salientou Diaz.

Em entrevista coletiva pós-luta, Nate deixou claro que, em sua opinião, não perdeu o combate e teve o controle de três dos cinco rounds. De acordo com o americano, McGregor passou grande parte do duelo fugindo e evitando o confronto e essa atitude deveria ter sido levada em conta na decisão dos juízes.

“Em nenhum momento eu achei que perdi essa luta. Eu acho que venci o combate por pelo menos três rounds contra dois, se formos julgar pelos rounds. Acho que ele ficou fugindo muito de mim e, nos velhos tempos, ele teria sido penalizado por isso. Até no boxe ele seria penalizado por isso. Então acho que tinham que ter levado isso em consideração. Não acho que perdi a luta”, declarou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo