MMA

Roy Nelson chuta árbitro e se explica: "não queria machucar mais o Pezão"

Eraldo Peres/AP
Imagem: Eraldo Peres/AP

25/09/2016 09h03

O nocaute de Roy Nelson sobre Antônio “Pezão” na noite do último sábado, no UFC Brasília, ficou marcada para uma cena para lá de inusitada. Irritado com a demora na interrupção da luta, o americano foi ao encontro do árbitro John McCarthy enquanto ele prestava a primeira assistência ao brasileiro no chão e acertou um chute em suas costas.

Na entrevista após o combate, Roy Nelson explicou que tomou a atitude como uma contestação ao fato de McCarthy não ter sacramentado o nocaute logo no primeiro golpe da sequência que determinou a sua vitória no segundo round. O americano disse que não queria machucar mais o brasileiro, mas teve que continuar o golpeando.

“É como se, cara, ‘é o bastante, é o bastante’. Isso mexe com meus sentimentos”, disse o lutador, que não se arrependeu de sua atitude. "Pedi desculpas ao "Big John", mas eu não mudaria isso. Apenas me machucou ter que continuar bater em um cara que não precisava mais ser atingido", disse.

 

Apesar de seu chute no árbitro ter sido motivado por um motivo nobre, Roy Nelson pode ser punido pelo UFC. As regras da organização preveem punições a quem agredir um funcionário que podem resultar em multas ou suspensões.

Para o americano, o incidente pode servir para os árbitros serem mais cuidados em situações parecidas. Após acertar um cruzado que derrubou Pezão, Roy Nelson teve que dar mais uma sequência de golpes até ser determinada sua vitória. 

"Cara, eu sei o que é um nocaute. Eu nocauteio as pessoas por toda a vida. Isto é o que eu faço. Só porque o cara não revirou os olhos.... Eu não queria machucar mais o “Bigfoot” (apelido de Pezão em inglês) do que eu já tinha feito", disse.

"Quando eu dei o primeiro soco no 'Bigfoot', eu já sabia que eu tinha o nocauteado. E então eu tive que dar outro soco. Na minha cabeça, era como que, no modo câmera lenta, eu estivesse tendo uma conversa com John na minha cabeça dizendo, 'ei, como está o tempo?' Isso é o que senti. Eu sou amigo de “Bigfoot”. Eu não queria continuar a socá-lo no rosto”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Topo