MMA

Aldo segue pensando em parar e não pretende entrar na Justiça contra o UFC

John Locher/AP
Imagem: John Locher/AP

Do UOL, em São Paulo

19/10/2016 19h20

Depois de anunciar seu desejo de se aposentar do MMA, José Aldo participou de uma reunião com Dana White, presidente do UFC, nesta quarta-feira (19). Em entrevista à “ESPN” dos Estados Unidos, o lutador classificou a conversa como “ótima”, mas disse seguir com o pensamento de deixar o esporte.

“Se não tivesse contrato ou qualquer coisa me segurando, não (lutaria mais). Não me vejo lutando mais, já fiz meu caminho no esporte. Mas tenho um contrato, um respeito ao UFC”, afirmou. “Os fãs devem saber que essa foi a primeira conversa, só tenho que agradecer ao Dana e o UFC, a conversa foi ótima”.

Apesar da pendência contratual, o brasileiro afirma que não pretende entrar com um processo para conseguir a liberação do UFC. “Não tem por que entrar na justiça, não sou essa pessoa. Sou homem, vim (para a reunião) por conta própria”.

No final de setembro, Aldo se revoltou com o anúncio de que Conor McGregor disputaria o cinturão dos leves contra o norte-americano Eddie Álvarez. O irlandês é o atual campeão dos penas, categoria em que o brasileiro é dono do título interino, e não precisará abrir mão de seu cinturão, como anteriormente era exigido quando Aldo era o campeão linear.

Por causa da decisão do UFC, José Aldo pediu para ser liberado de seu contrato com a organização. "Depois disso tudo, vejo que não posso confiar em nenhuma palavra do presidente Dana White e que quem está no comando do evento agora é o Conor McGregor. Como não estou aqui para ser empregado do McGregor, hoje eu peço que cancelem o meu contrato com o UFC", desabafou na época.

Aldo esteve com o cinturão linear dos penas entre abril de 2011 e dezembro de 2015. Nesse período, defendeu seu título com sucesso em seis oportunidades. A perda do posto de campeão veio contra Conor McGregor, quando foi nocauteado em apenas 13 segundos de combate. Na sequência, ele conquistou o título interino da categoria ao vencer Frankie Edgar por decisão unânime.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo