MMA

B. Gagliasso mistura MMA com balada em evento prestigiado por lendas

Pedro Ivo Almeida/UOL
Bruno Gagliasso bebe um energético e dá o tom descontraído e de balada no evento Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/11/2016 06h00

Palco dos mais nobres da noite carioca, a Marina da Glória recebeu um evento diferente na última sexta-feira (4). A tradicional balada na zona sul do Rio de Janeiro se fez presente, mas dessa vez acompanhada de um evento de MMA, o novato “Fight 2 Night”, que teve sua primeira edição.

Comandado pelo ator e empresário Bruno Gagliasso, o evento misturou artes marciais com uma festa no famoso ponto turístico.

“A ideia era algo realmente novo. Interagir, entreter e, principalmente, fomentar o MMA nacional”, disse Gagliasso, que viu uma noite dominada por vitórias brasileiras.

Willian Patolino, Thiago Silva, Paulo Thiago e Léo Leite superaram os adversários na noite comandada pelos donos da casa. A brasileira Virna Jandiroba também venceu e brincou. “Agora quero que o Dana White [chefão do UFC] me dê uma chance lá. Vou ser a Demian Maia feminina”.

Enquanto as lutas ocorriam no espaço interno da Marina, uma balada esperava pelos convidados na área externa. O clima de bebida, paquera e muita música contrastava com a concentração dos lutadores. A arquibancada virava uma pista de dança nos intervalos.

Mesmo com o foco no entretenimento, Gagliasso e seus auxiliares não esqueceram da parte esportiva e convidaram verdadeiras lendas para prestigiarem a primeira versão do “Fiht 2 Night”.

Nomes como Marco Ruas, Júnior Cigano, Murilo Bustamante e Minotouro acompanharam as lutas da primeira fila. Pedro Rizzo, organizador do evento ao lado de Bruno Gagliasso, também estava lá.

Pedro Ivo Almeida/UOL
Sérgio Mallandro foi um dos artista que prestigiou o "Fight 2 Night" no Rio Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL

Globais e pequenas falhas marcam evento

Para reforçar a vocação para o entretenimento, o Fight 2 Night ainda contou com a presença de globais como Francisco Cuoco, Caio Castro e Flávio Canto. Nomes como Giovana Ewbank, Marcelo Novaes, Marcelo Faria, Thierry Figueira e Sérgio Malandro também aproveitaram a mistura de MMA com balada na sexta-feira.

Apesar da boa aceitação por parte do público, o evento sofreu com uma pequena desorganização – logo admitida pelos responsáveis.

“Uns falam em porta de entrada para o UFC, outros reconhecem como início para lutadores de menor expressão. Ainda estamos nos encontrando. E também tivemos erros. Queremos sentar com todos e entender o que é melhor. Vamos conversar com atletas, fornecedores, imprensa. A ideia é sempre evoluir”, disse Bruno Gagliasso, já confirmando a próxima balada do MMA. “Será em 14 de abril do ano que vem [2017]”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte - Imagens
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo