MMA

"Wonderboy" já foi Anderson Silva para Weidman; hoje tenta ser campeão

Reprodução
Thompson ao lado de Weidman nos tempos em que "era" Anderson Silva Imagem: Reprodução

Guilherme Dorini

Do UOL, em São Paulo

08/11/2016 06h00

Stephen Thompson é, sem dúvida, um dos lutadores mais temidos dos meio-médios (até 77,1 kg) do UFC. Mas nem sempre foi assim. Desafiante ao cinturão de Tyron Woodley no evento 205, que acontece no próximo sábado, em Nova York, "Wonderboy", como é conhecido, foi coadjuvante de uma outra conquista antes de ganhar reconhecimento dentro do octógono e caminhar rumo à disputa do título da organização.

Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Thompson derrotou MacDonald e ganhou chance de cinturão Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Há três anos, Chris Weidman entrou para história ao acabar com o reinado de Anderson Silva e se tornar campeão dos médios (até 84 kg). Mas o que Thompson tem a ver com isso? Nós explicamos. Recém-contratado pelo UFC - havia feito apenas três lutas -, Wonderboy foi convidado por Weidman para lhe ajudar na preparação para o confronto mais importante de sua vida. Sua função? Espelhar Spider durante os treinamentos de combate, prática muito adotada por lutadores de MMA.

Na época, durante entrevistas para promover o UFC 162, Weidman falou sobre a participação de Thompson. "Pela primeira vez trouxemos alguns lutadores para me ajudar em uma luta. Eu diria que o principal cara, que fez um ótimo trabalho emulando os movimentos em pé de Anderson Silva, foi Stephen Thompson", disse, antes de completar. "Foi bom para me acostumar com um cara mais rápido, que é um pouco menor, mas que possui uma trocação nada ortodoxa".

Depois da vitória de Weidman, Thompson deslanchou no UFC. Foram seis triunfos seguidos, que viraram sete lutas de invencibilidade se contarmos a vitória por decisão unânime sobre Nah-shon Burrell, dois meses antes do compatriota superar Anderson Silva. As mais marcantes foram contra Robert Whittaker, Jake Ellenberger e Johny Hendricks, quando ganhou o prêmio de performance da noite. A chance de disputar o cinturão, no entanto, veio após bater o canadense Rory MacDonald, em junho deste ano.

Família de lutadores, proteção de irmã e cunhado brasileiro

Reprodução / Instagram
Stephen e seu pai, Ray Thompson Imagem: Reprodução / Instagram

Thompson não virou lutador por acaso. O MMA até foi uma escolha própria, mas o mundo da luta já estava em seu sangue. Seu pai, Ray Thompson, foi lutador profissional de kickboxing nas décadas de 70 e 80 e responsável por colocá-lo nas aulas de caratê quando tinha apenas três anos de idade. Evan "The Titan" Thompson, seu irmão mais novo, também está nas artes marciais mistas, onde luta pelo Legacy FC.

Apesar de ter pai e irmão lutador, era Lindsay, irmã mais velha, responsável por proteger Stephen nos tempos de escola. "Minha irmã me ajudou a atravessar todo o ensino médio. Ela começou a lutar no ensino fundamental, antes que eu. Então, ninguém gostava de arrumar encrenca com ela. De tabela, me ajudava. 'Não mexa com ele, ela vai acabar chutando sua cabeça', diziam", costuma contar Thompson.

Reprodução / Instagram
Evan, Lindsay e Stephen Thompson Imagem: Reprodução / Instagram

Conhecido por sua trocação afiada, Thompson é faixa preta de caratê e kickboxing, modalidade na qual se "aposentou" com uma invencibilidade de 57 lutas: foram 37 vitórias no amador e mais 20 como profissional.

Além dessas duas artes marciais, Wonderboy está, cada vez mais, desenvolvendo seu jogo no chão. No jiu-jitsu, é faixa roxa do brasileiro Carlos Machado, seu cunhado brasileiro, casado justamente com Lindsay.

Reprodução / Instagram
Carlos Machado é cunhado e técnico de jiu-jitsu de Stephen Thompson Imagem: Reprodução / Instagram

Quer receber notícias de MMA de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo