MMA

"Zebra" polonesa quer revanche e título contra "Filha do Inferno" no UFC NY

Divulgação / UFC
Imagem: Divulgação / UFC

Do UOL, em São Paulo

09/11/2016 06h00

Estrelar um dos maiores eventos da história do UFC, disputar um título da franquia ou ter a chance de vingar a única derrota de sua carreira: o que mais lhe motivaria em uma luta de MMA? Karolina Kowalkiewicz, polonesa de 31 anos, não precisará escolher. No próximo sábado (08), subirá ao octógono do Madison Square Garden, em Nova York, com um “triplo combustível” para enfrentar a atual campeã peso palha feminino, Joanna Jedrzejczyk.

A “Princesa Polonesa” – que, aliás, duelará contra uma compatriota – está invicta no MMA profissional, após 10 lutas realizadas. Quando ainda era amadora, no entanto, foi derrotada justamente por Joanna, em evento pequeno na modesta cidade de Sochaczew, no seu país natal, em 2012. Não durou nem um round completo: com pouco mais de quatro minutos de ação na Amatorska Liga MMA, a adversária lhe pegou em um mata-leão e encerrou a conversa.

A polaca, desde então, persegue a revanche – e não se importou em desfazer amizade com a rival para tanto. Desde que venceu em julho de 2016 a norte-americana Rose Namajunas, a então favorita a desafiar o título, passou a provocar a conterrânea repetidamente. Tornou-se monotemática: “ela tem medo de mim” e “ela não quer lutar comigo porque sabe que posso vencê-la” se tornaram frases habituais em suas entrevistas. Joanna se irritou, respondeu, e aceitou o duelo.

“Ela era 'superfofa', 'superlegal', veio falar comigo com seu treinador, eles me abraçaram, puxaram papo... Mas não é uma boa pessoa. Esse é o problema. Ela é falsa, uma pessoa falsa”, avaliou a campeã ao programa The MMA Hour. “Depois de vencer Rose, ela disse muita coisa ruim. E isso é um fato incontestável: ela é falsa”, reforçou Jedrzejczyk.

Irritada, a dona do cinturão prosseguiu: “Agora ela vem dizer que eu tenho medo dela e vou perder o cinturão? Isso não é provocação, isso é falsidade. E eu vou mostrar o que faço com pessoas falsas”. E acrescentou, em outra entrevista: “Karolina é dura e com certeza tem um plano contra mim. Todas têm. Mas eu sou diferente, na noite da luta viro a “Filha do Inferno”.

Nada mal como pano de fundo para um duelo: rivalidade antiga, evento importante, uma pitada de ressentimento de parte a parte, disputa inédita entre europeus por um cinturão do UFC... e uma “Filha do Inferno”, claro. O combate, no sábado, dividirá o card principal com mais duas disputas de título: Tyron Woodley x Stephen Thompson, pelos meio-médios, e Eddie Alvarez x Conor McGregor, pelos pesos leves. As lutas começarão às 21h30 e você poderá acompanhar em tempo real no UOL Esporte.

Desde a derrota para Joanna, em março de 2012, a “Princesa Polonesa” não perdeu mais. Estreou no circuito profissional dois meses depois, com vitória por nocaute. Após sete triunfos, chegou ao UFC sem alarde, bateu mais três adversárias, estragou os planos da franquia (que desenhava um Namajunas x Jedrzejczyk) e terá sua chance de chegar ao topo da categoria. No cartel, além do nocaute, soma duas finalizações e sete vitórias por decisão dos árbitros laterais.

A campeã, também invicta, vai para quarta defesa do seu posto. São 12 apresentações na carreira (seis no UFC), com quatro nocautes, uma finalização e sete decisões dos árbitros. No seu compromisso mais recente, em julho de 2016, derrotou a brasileira Cláudia Gadelha. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo