MMA

Joanna Jedrzejczyk leva susto, mas vence duelo de polonesas e mantém título

Do UOL, em São Paulo

13/11/2016 03h06

Joanna Jedrzejczyk levou a melhor no duelo entre polonesas do UFC 205, em Nova York, na madrugada deste domingo (13), e defendeu pela terceira vez o título peso palha feminino da organização. A luta contra Karolina Kowalkiewickz, com quem nutre rivalidade acirrada, terminou em decisão unânime dos árbitros laterais (triplo 49-46), depois de cinco rounds e 25 minutos de um combate intenso.

A campeã levou um grande susto no quarto round, quando o confronto parecia controlado: um golpe forte de direita da desafiante a balançou. "Foi duro, eu senti bastante", admitiu a vitoriosa. "Durou poucos segundos, mas consegui retomar o controle da luta. Karolina foi uma grande desafiante para mim, estou muito feliz de ter outra polonesa lutando muito bem no MMA", prosseguiu Joanna, colocando panos quentes na semana de intensa provocação entre ambas.

Ainda no octógono, pediu para a organização levar o UFC ao seu país natal: "Nos vemos na Polônia na próxima vez. Por que não?"

Jedrzejczyk, ou “a Filha do Inferno” – ela mesma criou o apelido –, segue invicta no MMA profissional, agora com 13 vitórias. De quebra, encerrou sequência invicta da rival, que tinha cartel com 10 triunfos em 10 apresentações até este domingo. O curioso é que as duas se enfrentaram no esporte amador em 2012. O resultado? Vitória de Joanna Jedrzejczyk.

O duelo, em dia histórico para o UFC, que voltou a Nova York depois de proibição que durou duas décadas, também foi marcante para o MMA europeu: pela primeira vez, dois representantes do Velho Continente disputaram um cinturão da organização.

A luta

Karolina, tranquila desde o primeiro minuto, tentou tomar posição ofensiva, mas seus ataques foram frustrados, no round inicial, por boas sequências em contragolpes de Joanna. O assalto terminou em clinch intenso das duas. A campeã levou ligeira, mas consistente vantagem.

Jedrzejczyk manteve a estratégia para o período seguinte: cada ataque da adversária era respondido com sequência rápida. E, desde então, incluiu cotoveladas no seu repertório. Kowalkiewicz tentou uma queda, sem sucesso. O golpe mais contundente foi de novo de Joanna, um chute alto de perna direita – e a vantagem da dona do título cresceu.

A campeã solidificou seu desempenho, sob a mesma tática, no terceiro round. Trabalhou com variedade de golpes e mostrou capacidade de se livrar da pressão da oponente. No quarto assalto, um grande susto para a dona do cinturão: Karolina conectou golpe forte de direita e fez Jedrzejczyk andar para trás, um pouco atordoada. No seu melhor momento, a desafiante encaixou uma série de ataques e quase conseguiu um nocaute. Tentou, no entanto, colocar a luta para baixo, e deu chance para Joanna se recuperar. Kowalkiewicz não aproveitou.

Há de se destacar a preparação da dupla: ambas chegaram ao quinto e último round com gás total. Jedrzejczyk evitou a trocação franca nos primeiros minutos do assalto e apostou na luta agarrada. Só um nocaute ou uma finalização salvaria a desafiante. Kowalkiewicz, a partir da metade do período, conseguiu retomar a ofensividade, outra vez teve vantagem. Joanna terminou o combate com dois hematomas, um perto de cada olho, mas com a vitória. 

Resultados do UFC 205:

Conor MCGregor nocauteou Eddie Alvarez no 2º round;
Tyron Woodley e Stephen Thompson empataram de forma majoritária;
Joanna J?drzejczyk venceu Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime;
Yoel Romero nocauteou Chris Weidman no 3º round;
Raquel Pennington venceu Miesha Tate por decisão unânime;
Frankie Edgar venceu Jeremy Stephens por decisão unânime;
Khabib Nurmagomedov finalizou Michael Johnson no 3º round;
Tim Boetsch nocauteou Rafael ‘Sapo’ Natal no 1º round;
Vicente Luque nocauteou Belal Muhammad no 1º round;
Jim Miller venceu Thiago ‘Pitbull’ Alves por decisão unânime;
Liz Carmouche venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo