MMA

Jucão lembra luta antiga com amigo Spider: "Vi que teria de treinar mais"

Fernando Notari

Do UOL, em São Paulo

10/02/2017 06h00

Roan Carneiro “Jucão” tinha apenas um duelo profissional de MMA no currículo quando passou pelo seu primeiro grande teste no esporte: há 15 anos, foi colocado frente a frente com Anderson Silva. “Jucão” foi nocauteado em cinco minutos. Em entrevista ao UOL Esporte, o atleta relembra o combate contra o agora amigo “Spider”, com quem dividirá o card do UFC 208, a ser realizado no Brooklyn, em Nova York, no próximo sábado (11).

Anderson Silva, em 31 de janeiro de 2002, também estava em começo de carreira e não tinha o status que tem hoje – o de um dos melhores da história do esporte. Já era, no entanto, o campeão peso médio do Shooto, evento nacional, e impressionava a quem fazia parte do mundo das lutas. “Queria me provar como atleta, mas a cancha de ringue que ele já tinha, as distâncias que encontrava, a forma como me golpeava e defendia as minhas quedas... Saí de lá com a certeza de que teria de treinar muito mais”, afirma. “Isso me motivou muito”.

O confronto entre os dois foi realizado em Curitiba, pelo Meca World Vale Tudo, organização já extinta. À época, a academia Brazilian Top Team, a qual pertencia “Jucão”, e a Chute Boxe, de Anderson Silva, travavam rivalidade forte no esporte. Eles, naturalmente, levaram a rixa à arena no dia do duelo, traduzida na comemoração efusiva de "Spider". Atualmente, são bons amigos: além de fazerem juntos o treino de perda de peso nos EUA, um dá força ao outro para esticarem a carreira mais um pouquinho. Roan e Spider, afinal, já são veteranos do MMA: o primeiro tem 38 anos e o segundo, 41.

“Foi mesmo uma experiência ótima. Eu tinha acabado de ser campeão brasileiro de jiu-jitsu, ele era campeão do Shooto. Foi um divisor de águas para mim. Desde então percebi que teria de evoluir e evoluí muito: treinei muay thai, boxe... E ele, sem dúvida, tornou-se um dos melhores do mundo. O esporte cresceu muito, atraiu fãs, e Anderson cresceu junto”, diz.

Roan “Jucão” praticamente descarta a hipótese de uma revanche com Spider. “Pelos nossos filhos, lutamos com qualquer um”, pondera, mas afirma que não é esse seu desejo. “Estamos até em categorias diferentes”, acrescenta. No UFC 208, ele enfrentará o nova-iorquino Ryan LaFlare pela divisão dos meio-médios, no card preliminar do evento. Anderson pegará Derek Brunson nos médios, no co-main-event da noite – a luta principal é de Holly Holm.

“Não traço mais metas na carreira”, avisa “Jucão”, que está em sua segunda passagem pelo UFC. “Agora estou que nem o Zeca Pagodinho, deixo a vida me levar”, prosseguiu, rindo, o lutador nascido no Rio de Janeiro. Roan Carneiro, entre 2007 e 2008, fez cinco lutas pela organização e perdeu três. Saiu e voltou em 2015: desde então venceu Mark Muñoz, perdeu para Derek Brunson e bateu Kenny Robertson em sua última apresentação.

“Sou testemunha de que o UFC mudou muito, mas acho que agora chegou a um limiar que não vejo como possa subir mais. Chegou a um topo e ficará ali por um tempo. Se mudar, mudará para proteger os atletas”. diz “Jucão”, que cobra maior repasse de dinheiro para as estrelas do evento. “Atualmente, mais ou menos 10% dos lucros de um evento vai para os atletas”, conta. Nos EUA, discute-se a possibilidade de a lei Muhammad Ali Boxing Reform Act ser estendida também ao MMA, o que asseguraria maior pagamento aos lutadores.

“Jucão” é prova de que o MMA profissional só confere dinheiro a uma “elite” reduzida do esporte: no ramo há 17 anos e atleta da maior franquia existente, não consegue viver só da grana que recebe para lutar. “Eu trabalho, tenho a minha academia, dou quatro aulas por dia. Sou treinador também, ajudo o Cigano, o Pezão... esse ainda é o meu 'ganha-pão'”, afirma.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Esporte - MMA
Na Grade do MMA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte - Imagens
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo