Topo

MMA

Pitbull relata pesadelo com descida de divisão e vê retomada por cinturão

Steve Marcus/Getty Images
Imagem: Steve Marcus/Getty Images

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

07/04/2017 04h00

“Foi um pesadelo”. É assim que Thiago Pitbull recorda sua tentativa de descer de divisão no UFC. Tradicional lutador dos meio-médios, o brasileiro optou por enfrentar Jim Miller nos leves, em busca de um novo caminho rumo ao cinturão.

A experiência, porém, foi a pior possível: Pitbull não atingiu os 70,3kg, precisou lutar em um peso casado e sofreu sua segunda derrota seguida no UFC – perdeu para Miller por decisão unânime. “Foi um pesadelo, não bati o peso, não hidratei direito. Só meu time sabe o que passei. Não estou nem contando a última luta (contra Miller). Para mim, venho de apenas uma derrota”, afirmou ao UOL Esporte.

Passada a experiência ruim nos leves, Pitbull está de volta aos meio-médios. No UFC 210, neste sábado (8), o brasileiro terá pela frente o experiente Patrick Côté. Para o cearense, o combate marcará seu retorno ao caminho do cinturão do Ultimate.

“Sábado começo essa volta. Sempre tive nas cabeças dessa categoria. É só questão de voltar e colocar ritmo de novo”, afirmou Pitbull, que admite erros no caminho. “Me tirei do ranking duas vezes. Fiquei dois anos sem lutar e depois tentei baixar de divisão. Mas não reclamo de nada. Estou pronto para lutar como o pitbull luta”.

Para o duelo deste sábado, porém, Pitbull afirma ter sofrido menos no processo de corte de peso. “Agora está tudo sob controle. Consegui perder seis quilos. É bem mais fácil bater o peso dos 77kg (meio-médio)”, continuou.

O duelo entre Thiago Alves e Patrick Côté será o segundo do card principal do UFC 210. O evento de Buffalo, nos Estados Unidos, terá como confronto principal a disputa do cinturão dos meio-pesados entre Daniel Cormier e Anthony Johnson.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!