Topo

MMA

Ida para os EUA fez Cigano perceber que "equilíbrio" é impossível no MMA

Brunno Carvalho

Do UOL, em Dallas (EUA)

13/05/2017 04h00

Os três anos de treino nos Estados Unidos trouxeram para Junior Cigano a certeza de que o equilíbrio é algo impossível no MMA. Oriundo do boxe, o brasileiro passou por momentos complicados ao tentar mudar seu estilo para se encaixar em outros tipos de lutas. Mas agora Cigano tem certeza: é 100% boxe.

“Meu boxe é meu carro-chefe e eu já sei que não posso mudar muito disso. Quanto mais experiências eu tenho vivido, fica claro para mim que grappling (luta agarrada) e strikers (luta em pé) são duas coisas que não conseguem andar juntas. Se elas andarem juntas, você não vai estar 100% em nenhuma delas”, afirmou Cigano ao UOL Esporte.

Depois de perder pela segunda vez para Cain Velásquez, em outubro de 2013, Cigano passou a procurar formas de evoluir seu jogo. A primeira atitude foi trocar a Champion, de Luiz Dórea, pela Nova União, de Dedé Pederneiras, visando aprimorar a luta de chão. Após uma passagem rápida pela academia do técnico de José Aldo, Cigano se mudou para os Estados Unidos, onde passou a treinar na American Top Team (ATT).

Logo em sua chegada aos Estados Unidos, Cigano teve uma de suas piores apresentações recentes. Diante do holandês Alistair Overeem, o brasileiro não conseguiu levar a luta para o chão e ainda se mostrou travado no que melhor sabe fazer: o boxe.

Os três anos de ATT trouxeram para Cigano a certeza de que é necessário ter apenas um estilo como principal. “Quando faço muita luta de chão, fico muito travado para usar meu boxe. E quando treino muito boxe, fico fora de tempo para o jiu-jitsu e o wrestling. Eles não conseguem trabalhar juntos. Tenho meu boxe como carro-chefe e vou usá-lo. Lógico que por mais que as outras lutas não sejam prioridade, temos que estar preparados. E eu estou”, completou.

Neste sábado (13), Junior Cigano usará seu boxe para tentar recuperar o cinturão dos pesados do UFC, contra Stipe Miocic. O duelo será o principal do UFC 211, em Dallas, nos Estados Unidos.

UFC 211 (Dallas)
13 de maio

Card Principal

Pesados: Stipe Miocic x Junior Cigano
Palha feminino: Joanna Jedrzejczyk x Jéssica Andrade
Meio-médio: Demian Maia x Jorge Masvidal
Penas: Frankie Edgar x Yair Rodríguez

Card Preliminar

Leves: Eddie Alvarez x Dustin Poirier
Penas: Chas Skelly x Jason Knight
Médio: Krzysztof Jotko x Dave Branch
Leves: Marco Polo Reyes x James Vick
Palha feminino: Jessica Aguilar x Cortney Casey
Pesados: Chase Sherman x Rashad Coulter
Penas: Gabriel Benítez x Enrique Barzola

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!