Topo

MMA

Gadelha esquece cinturão e debocha de rival: "não sabe o que é guilhotina"

Buda Mendes/Getty Images
Gadelha desdenha de habilidades no chão de Karolina Kowalkiewicz Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Guilherme Dorini

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/05/2017 04h00

Cláudia Gadelha não quer saber do cinturão do UFC. Pelo menos por enquanto. Derrotada duas vezes pela campeã Joanna Jedrzejczyk – suas únicas derrotas na carreira –, a brasileira tenta “esquecer” esse sonho para focar em Karolina Kowalkiewicz, polonesa que enfrentará no UFC 212, no dia 3 de junho, no Rio de Janeiro.

Quando perguntada se uma vitória já poderia lhe colocar novamente na rota de Joanna, Claudinha desconversou. "Não sei. Meu foco é estar lutando sempre entre as cinco melhores da categoria, no máximo entre as dez. Não quero menos, quero competição. Não estou pensando nisso (cinturão), estou pensando no próximo passo, que é a Karolina", disse em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Reprodução/UFC
Claudinha e Karolina se encararam em coletiva oficial do UFC Imagem: Reprodução/UFC

Claudinha e Karolina já tiveram suas chances contra Joanna, mas não conseguiram aproveitar. As duas foram derrotadas para a campeã do peso-palha (até 52,2 kg) por decisão, sendo duas unânimes e a primeira contra a brasileira, dividida.

A polonesa, que estava invicta até ser derrotada por Joanna, é uma especialista em muay thai e krav maga - uma arte marcial desenvolvida em Israel. Apesar disso, seu técnico surpreendeu e fez uma previsão ousada para o combate contra Claudinha. Para ele, sua atleta terminará a luta com uma finalização sobre a brasileira.

Michael Reaves/Getty Images
Karolina Kowalkiewicz é a rival de Claudinha Gadelha Imagem: Michael Reaves/Getty Images

Gadelha, que é faixa-preta e tricampeã mundial de jiu-jítsu, riu ao saber da declaração de Lukasz Zaborowski e debochou do jogo de chão da polonesa. “Acho que eles estão muito preocupados com meu wrestling. Acho que ele disse que ela me finalizaria com uma guilhotina, mas acho que a Karolina nem sabe o que é uma guilhotina”, opinou, antes de apontar falhas no jogo da rival.

“Ela é uma atleta que peca muito tecnicamente. Vi a luta dela contra a Joanna... Se a Joanna a derrubou, eu vou matar ela. A Joanna é uma striker [que gosta do jogo em pé]! Eles estão claramente preocupados com meu jogo de chão. Aposto que a luta não dura três rounds”, acrescentou Claudinha.

UFC 212 - 3 de junho, no Rio de Janeiro

Acompanhe na íntegra, em tempo real, no Placar UOL Esporte a partir de 19h30.
 
CARD PRINCIPAL
 
José Aldo x Max Holloway (peso-pena)
Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz (peso-palha)
Vitor Belfort x Nate Marquardt (peso-médio)
Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose (peso-médio)
Erick Silva x Yancy Medeiros (meio-médio)
 
CARD PRELIMINAR
 
Raphael Assunção x Marlon Moraes (peso-galo)
Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely (peso-médio)
Johnny Eduardo x Mathew Lopez (peso-galo)
Iuri Marajó x Brian Kelleher (peso-galo)
Viviane Sucuri x Jamie Moyle (peso-palha)
Luan Chagas x Jim Wallhead (meio-médio)
Marco Beltrán x Deiveson Alcântara (peso-galo)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!