Topo

MMA

Rival de Cyborg já perdeu título por pisão na cabeça. Mas anulou resultado

Do UOL, em São Paulo

28/07/2017 11h00

Cris Cyborg terá pela frente no UFC 214 uma invicta há 11 lutas no MMA. O cartel de Tonya Evinger, porém, poderia ter uma derrota neste período se não fosse uma polêmica envolvendo um pisão na cabeça.

O golpe aconteceu no Invicta FC 20, em novembro do ano passado, quando Tonya fazia sua segunda defesa do cinturão dos galos da organização. Próximo ao segundo minuto do round inicial, a rival Yana Kunitskaya, com as costas no solo, puxou o braço da campeã e iniciou uma tentativa de finalização.

Na sequência, Tonya colocou a sola do pé no rosto da adversária e foi advertida pelo árbitro do combate. Ao mudar de posição por causa da recomendação da arbitragem, a campeã deixou seu braço ainda mais exposto e acabou sendo finalizada por Yana.

O resultado não foi bem aceito por Tonya. Após o combate, a norte-americana entrou com uma apelação à Comissão Atlética de Missouri, que mudou o resultado para “No Contest” (Sem Resultado). Dessa maneira, a norte-americana manteve seu cinturão e a invencibilidade recente.

Apesar de o pisão ser um golpe proibido no MMA, o feito por Tonya é considerado válido justamente por não ser um golpe. O lutador não pode elevar o joelho e desferir uma pisada em velocidade no rosto do adversário, o que não foi feito pela norte-americana. No lance em questão, ela apoia a sola do pé no rosto de Yana para pressioná-lo contra o chão, algo permitido pelas regras.

O combate entre Cris Cyborg e Tonya Evinger será o terceiro mais importante do UFC 214, em Anaheim (EUA), neste sábado (29). O evento ainda contará com mais duas lutas de cinturão: Daniel Cormier x Jon Jones (meio-pesado) e Tyron Woodley x Demian Maia (meio-médio).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!