Topo

MMA

Werdum relata tensão durante atentado e diz que "Las Vegas não pode parar"

Matthew Stockman/Getty Images
Imagem: Matthew Stockman/Getty Images

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

04/10/2017 18h39

Fabrício Werdum acompanhou de perto o drama vivido pelos norte-americano durante um ataque terrorista que vitimou 59 pessoas e deixou outras 527 feridas em Las Vegas (EUA). Presente na cidade há mais de uma semana, o ex-campeão do UFC relatou os momentos de tensão vividos nas proximidades do Mandala Bay, local em que ocorreu o atentado.

“Soube o que estava acontecendo por uma repórter amiga minha. Estava em um hotel muito próximo de onde aconteceu o atentado. Fomos imediatamente para o quarto, não sabíamos a dimensão daquilo”, contou o lutador ao UOL Esporte.

Na noite deste sábado (7), Werdum seguirá em Las Vegas para enfrentar Derrick Lewis, na terceira luta mais importante do card do UFC 216. Mesmo com o atentado, o lutador disse não ter pensado em abandonar o evento.

“Foi impressionante o que aconteceu, abalou a cidade. Fico muito triste pelas famílias das vítimas, mas temos que manter o foco, o evento continua. Se for parar Las Vegas, acabou a cidade. Las Vegas são 24 horas, não pode parar”, completou.

O UFC 216 terá dois cinturões em disputa. Pelos moscas, o campeão Demetrious Johnson enfrentará Ray Borg. Na luta principal, Tony Ferguson e Kevin Lee disputam o título interino dos leves.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!