MMA

Com nocautes, Alvarez e Ngannou vencem lutas no card principal do UFC 218

Do UOL, em São Paulo

03/12/2017 02h58

Eddie Alvarez protagonizou o momento de maior destaque nas lutas do card principal do UFC 218. O ex-campeão dos leves teve o invicto Justin Gaethje pela frente e foi responsável pela primeira derrota da carreira do rival no MMA, ocorrida neste sábado (3), na Little Caesars Arena em Detroit (EUA).

A luta entre os americanos, a segunda do card principal do evento, começou com um round movimentado, em que os dois lutadores ficaram na trocação e não tentaram ir para quedas. Em apenas sua segunda luta no UFC, Gaethje sofreu com golpes na linha da cintura, sem abalar Alvarez, que controlou os dois primeiros rounds com facilidade. Gaethje tentou se recuperar com chutes nas pernas de Alvarez, que conseguiu se manter em pé e acabou com invencibilidade do rival após acertar uma joelhada no maxilar dele e garantir o nocaute técnico.

O coevento da noite, no qual holandês Alistair Overeem encarou o francês Francis Ngannou em luta dos pesados, também foi empolgante – e curto. Em vez de durar os três rounds, acabou rapidamente no primeiro.

Os lutadores partiram para a trocação de início, mas acabaram em um clinch que foi separado pelo juiz. Logo voltaram para a trocação, que durou poucos segundos, pois Ngannou encaixou um uppercut no queixo de Overeem e venceu por nocaute.

O card principal foi aberto com o confronto entre as palhas Michelle Waterson e Tecia Torres. Número seis e cinco, respectivamente, da categoria, elas começaram a luta de pé, com Waterson levando a melhor. Depois de irem ao chão, Torres se recuperou e saiu por cima ao final do primeiro round.

No segundo, Waterson foi melhor, porém não conseguiu nocaute nem finalização, permitindo que Torres chegasse em boas condições de buscar a vitória no round decisivo. Visivelmente cansada, Waterson foi derrubada e dominada por Torres, escolhida vencedora por decisão unânime dos juízes.

A luta seguinte foi a vitória de Alvarez sobre Gaethje, seguida do duelo dos moscas entre Henry Cejudo e Sergio Pettis. O combate começou como Cejudo gostaria: luta no chão, favorecendo seu histórico no wrestling. O campeão olímpico de 2008 conseguiu derrubar o adversário logo cedo, se mantendo em cima até o final do primeiro round.

O roteiro do segundo foi parecido, só que Pettis evitou a queda por mais tempo, até ceder ao rival. A estratégia de Cejudo prevaleceu até o final, garantindo a vitória por decisão unânime em uma disputa monótona, que rendeu vaias na arena.

Acompanhe os resultados do UFC 218

Tecia Torres venceu Michelle Waterson por decisão unânime
Eddie Alvarez venceu Justin Gaethje por nocaute no terceiro round
Henry Cejudo venceu Sergio Pettis por decisão unânime
Francis Ngannou venceu Alistair Overeem por nocaute no primeiro round
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Na Grade do MMA
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo