Topo

MMA

Amanda Nunes? Cris Cyborg traça meta para 2018: adotar uma filha

Buda Mendes/Getty Images
Campeã do UFC e consagrada na carreira, Cris Cyborg deseja adotar uma antiga "sobrinha" Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/01/2018 10h42

Talvez no auge da carreira, a campeã dos pesos penas do Ultimate  Fighting  Championship (UFC), Cris Cyborg, traçou um plano diferente para o ano de 2018. Não, não se trata da possível superluta contra a também brasileira Amanda Nunes. A lutadora agora quer adotar uma criança e cumprir uma promessa feita há sete anos. A superstar do MMA contou sobre o desejo em entrevista ao site MMA Fighting.

“Vou para a Europa agora para participar de seminários, visitar hospitais, igrejas e projetos sociais. Depois disso, entrarei no processo para adotar a minha sobrinha. Muitas coisas abençoadas estão acontecendo”, contou a campeã.

A “sobrinha” em questão, que a lutadora não revelou se possui realmente o parentesco, é uma criança de 12 anos e tem sido preservada por Cyborg. Em meio ao processo, a lutadora sequer possui fotos com a menina a ser adotada, que recebeu a promessa da atleta há sete anos.

“É uma relação entre ela e eu, que fiz a promessa há sete anos. Nós temos uma relação de mãe e filha, sempre estamos juntos. Quando eu me mudei para lutar nos Estados Unidos, foi difícil para nós; então prometi que organizaria a minha vida e a traria para cá”, contou.

Cyborg se tornou cidadã americana em dezembro de 2016 e quer acelerar o processo de adoção para levar a menina aos Estados Unidos. "Chegou o momento de cumprir a minha promessa", acrescentou Cyborg.

Enquanto organiza a vida fora do octógono, a brasileira mira uma possível superluta contra a compatriota Amanda Nunes, dona do cinturão do peso galo no Ultimate Fighting Championship.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!