Topo

MMA

Russa conta com ajuda de ex-campeã para tentar tirar cinturão de Cyborg

Reprodução/Instagram
Yana Kunitskaya treina com Holly Holm antes de enfrentar Cris Cyborg Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

03/03/2018 04h00

Yana Kunitskaya soube há menos de um mês que enfrentaria Cris Cyborg pelo cinturão dos penas do UFC. Após Max Holloway se machucar e ser retirado do card, as duas foram escaladas para salvar o UFC 222, que acontecerá neste sábado (3), em Las Vegas (EUA).

Para tentar desbancar a brasileira, Yana conta com a ajuda de Holly Holm, ex-campeã dos galos da organização e última adversária de Cris. As duas treinam na mesma academia nos Estados Unidos.

“Holly tem me ajudado muito. A luta dela durou cinco rounds e mostrou muito. Vimos os pontos fortes e fracos de sua luta com a Cyborg e isso ajudou muito no meu treino”, disse ao canal americano "KRQE".

A russa tem 28 anos, mas passou quatro deles aposentada. A decisão de dar um tempo na carreira aconteceu logo após o nascimento do filho Adam, em 2012. Na época, Yana chegou a anunciar que se tornaria treinadora.

A volta ao MMA aconteceu em 2016 e, junto com ela, uma rápida ascensão. Depois de duas lutas em eventos russos, Yana foi contratada pelo Invicta FC para disputar o título com Tonya Evinger. Ela até venceu o primeiro duelo, mas a adversária apelou contra a decisão e uma revanche foi marcada. Na segunda vez, Tonya finalizou no segundo round.

O título veio um ano mais tarde, em agosto de 2017. Contra Raquel Pa’aluhi, Yana venceu por decisão unânime e se tornou campeã dos galos do Invicta. Com isso, se credenciou para entrar no UFC e enfrentar Cris Cyborg na divisão acima, a dos penas.

O duelo entre as duas será a luta mais importante do UFC 222. O evento ainda contará com o duelo entre Frankie Edgar e Brian Ortega e a estreia de Mackenzie Dern na organização.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!