Topo

MMA

Wanderlei Silva negocia evento do Bellator na Arena da Baixada durante Copa

Reinaldo Reginato/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Arena da Baixada pode receber mais um evento de luta: depois do UFC, Bellator Imagem: Reinaldo Reginato/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

09/03/2018 12h40

O lutador de MMA Wanderlei Silva negocia com Mario Celso Petraglia, presidente do conselho do Atlético Paranaense, a realização de um evento do Bellator na Arena da Baixada ainda esse ano. O evento deve ser realizado durante a Copa do Mundo da Russia ou em dezembro, para não haver conflito de datas com os jogos do clube.

Wand, que é curitibano, conversou com o UOL Esporte sobre a reunião. “Foi ótima, eu estive com o Petraglia e recebi carta branca dos donos do evento para tentar viabilizar o evento aqui em Curitiba, como foi UFC, nos mesmos moldes”, comentou, para confirmar que ele próprio deve estrelar o Main Event: “Pra lotar tem que ser um clássico. E eu faria o Main Event contra o Quinton “Rampage” Jackson”.

Restam algumas pendências para que o martelo seja batido entre as partes. “Eu agora vou levar as condições do estádio para o Bellator. Eu já lutei nas melhores Arenas do Mundo e o estádio do Atlético não fica a dever nada. Se fizer é sold out.” A divisão financeira entre as partes é outra coisa a se negociar. “Isso a gente vai acertar ainda. Eles tem uma empresa de promoções pra entregar a Arena pronta pro evento. Agora é chegar num número bom. A cidade ganha muito, o País ganha muito. O UFC rendeu quase 100 milhões na época, a cidade ficou cheia, respirando MMA”. A expectativa de público beira as 40 mil pessoas.

O Atlético deixou claro que precisa realizar o evento em datas em que o time não precise do estádio. Em 2017, o clube realizou a Liga Mundial de Vôlei na Arena da Baixada e acabou tendo de mandar seu jogo contra o Santos, pelas oitavas da Libertadores, na Vila Capanema, o que revoltou os sócios. “O pessoal pensa ou durante a Copa, por que não tem jogo, ou em dezembro. Vou falar com o pessoal pela melhor data e quanto tempo de antecedência é necessário.”

Aposentadoria? Ainda não

Wand quer transformar o evento em uma despedida, mas não confirma que está se aposentando. “Nunca sabemos. Pelo mais essa eu quero fazer sim. Se o (Vitor) Belfort vir pro Bellator, muda as cartas. Meu sonho é voltar a lutar em Curitiba. Seria um presente pros fãs. Uma porradaria do jeito que o povo gosta (risos).”

Wand e Jackson já lutaram três vezes. São duas vitórias para o brasileiro, ainda pelo Pride, e uma para Jackson, válida pelo UFC.

Confira a postagem de Wanderlei Silva no Instagram: