Topo

MMA

Presidente do Conselho Mundial de Boxe desaprova Mayweather no UFC

Ethan Miller/Getty Images/AFP
Floyd Mayweather sorri ao subir na balança durante a pesagem Imagem: Ethan Miller/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

14/04/2018 19h31

A possível ida de Floyd Mayweather ao UFC segue dividindo opiniões e agitando o mundo das lutas. Desta vez, quem falou sobre o assunto foi o presidente do Conselho Mundial de Boxe, Mauricio Sulaimán. O dirigente se mostrou contrário a uma experiência do ex-pugilista no MMA ao afirmar que o americano colocaria em risco a própria integridade e "a grandeza do esporte" em um novo combate contra o irlandês Conor McGregor.

"Seria terrível. Se ele for para o octógono, estará representando o boxe e eu ficaria com pena dele. Espero que ele não vá. Claro que ele poderia vencer, mas há um grande risco porque não é a sua disciplina. Se ele decidir fazê-lo, nós o apoiaremos. Mas, por não ser boxe, preferiria que não fosse para não pôr em risco sua integridade física e a grandeza do nosso esporte", disse Sulaimán ao jornal Marca.

Apesar de ter se posicionado contra um novo encontro entre americano e irlandês no MMA, Mauricio Sulaimán exaltou a vitória de Mayweather no primeiro encontre entre ambos - em agosto do ano passado, quando o pugilista deixou a aposentadoria para derrotar o rival.

"Para o boxe, foi uma das noites mais importantes da história. Foi uma prova de grandeza do nosso esporte. Todos viram que o boxe é disciplina, inteligência e técnica. Não é força bruta ou selvageria. O boxe ganhou esmagadoramente", acrescentou o presidente do Conselho.

Aposentado dos ringues desde o encontro contra McGregor, Mayweather já indicou que deve voltar à ativa para enfrentar o irlandês no UFC. O próprio presidente do Ultimate, Dana White, já se mostrou empolgado com a possível revanche entre os lutadores.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!