Topo

MMA


UFC em Los Angeles: prejuízo de R$ 23 mi, insatisfação e desconhecimento

Vinicius Castro/ UOL
The Forum, o local do UFC 232, que será realizado sábado (29), em Inglewood Imagem: Vinicius Castro/ UOL

Vinicius Castro

Do UOL, em Los Angeles (EUA)

2018-12-28T21:40:19

28/12/2018 21h40

O UFC 232 seria realizado no próximo sábado (29) em Las Vegas. Poucos dias antes, no entanto, o evento foi transferido para Los Angeles por conta de mais um episódio de doping envolvendo o norte-americano Jon Jones, que fará a luta principal da noite contra o sueco Alexander Gustafsson. O duelo no The Forum, em Inglewood, vale o cinturão da categoria meio-pesado.

Os resquícios do esteroide turinabol no exame antidoping de Jon Jones deflagraram uma espécie de insatisfação coletiva dos atletas com a franquia, embora o discurso profissional trate a questão pelo lado positivo. Como a Comissão Atlética de Nevada não teria tempo para liberar o norte-americano e a licença na Califórnia já havia sido expedida, o presidente Dana White tomou a decisão responsável por consequências em cadeia, inclusive um prejuízo de 6 milhões de dólares - cerca de R$ 23 milhões.

Desde que desembarcou em Los Angeles, a reportagem do UOL Esporte conversou com moradores, prestadores de serviços e turistas de alguns países. Pouquíssimos tinham conhecimento de que o UFC 232 aconteceria em poucos dias. Atendente de um restaurante próximo ao The Forum, o mexicano Jorge Ortiz disse que só tomou conhecimento das lutas quando a arena passou a exibir o pôster no painel luminoso.

"Nenhum conhecido sabia. Pode até ser que os fãs mais fanáticos tivessem conhecimento, mas o público comum não tem a ideia disso. Estão mais preocupados com Lakers e Clippers", afirmou, em referência aos dois times de basquete de Los Angeles, que se enfrentam nesta sexta-feira (28) no Staples Center.

Ao serem informados sobre o motivo que trouxe o principal UFC do ano para a Califórnia, os populares - ainda que torçam por Jon Jones - reprovaram em maioria. "Decidiram prejudicar todo mundo por conta de um lutador que não é mais criança. Imagina as pessoas que compraram passagens e ingressos para Las Vegas? Acho um absurdo. O UFC só perde e não adianta tratar com normalidade. São decisões polêmicas em sequência", comentou o motorista Erdene, fã do evento desde antes da febre mundial recente com o MMA.

Vinicius Castro/ UOL
O painel luminoso do The Forum anuncia os dois principais combates do UFC 232 Imagem: Vinicius Castro/ UOL
O desconhecimento do grande público e o questionamento dos lutadores se tornaram fatos corriqueiros nos últimos dias. A franquia precisou pagar passagens e hospedagens para praticamente todo o card envolvido. Só que os atletas tomaram prejuízo e ainda não foram reembolsados. Famílias compraram passagens, ingressos e reservaram quartos em hotéis luxuosos de Las Vegas. De nada adiantou. A organização garantiu que fará a reparação dos gastos.

"Todos estão falando muito sobre isso, e com razão em diversos aspectos. É lógico que é uma situação ruim, mas resolveremos isso depois. O Dana nos disse que todos estão perdendo agora. O importante é pensar no UFC 232. Temos um belo card pela frente", ponderou Michael Chiesa, que encara Carlos Condit nos meio-médios.

Embora o UFC tente tratar o caso com normalidade e promover o seu principal evento em 2018, o abalo na edição é inegável. Ainda que otimista, o presidente Dana White contabiliza prejuízos.

"Ninguém ficou feliz com essa semana. Fizemos o que pudemos pelos fãs de Las Vegas. Eles podiam comprar os ingressos antes e mais baratos. Perdemos seis milhões de dólares (cerca de R$ 23 milhões). Está custando mais para todo mundo. É óbvio que não é uma situação boa, mas tomamos a decisão certa. Os atletas treinaram e todos se prepararam. Não seria justo o evento não acontecer", encerrou.

UFC 232
29 de dezembro de 2018, em Los Angeles (EUA)

Card principal
Meio-pesado: Jon Jones x Alexander Gustafsson
Pena: Cris Cyborg x Amanda Nunes
Meio-médio: Carlos Condit x Michael Chiesa
Meio-pesado: Ilir Latifi x Corey Anderson
Pena: Chad Mendes x Alex Volkanovski

Card preliminar
Pesado: Andrei Arlovski x Walt Harris
Pena: Cat Zingano x Megan Anderson
Galo: Douglas D'Silva x Petr Yan
Leve: B.J. Penn x Ryan Hall
Galo: Nathaniel Wood x Andre Ewell
Médio: Uriah Hall x Bevon Lewis
Médio: Curtis Millender x Siyar Bahadurzada
Galo: Montel Jackson x Brian Kelleher