Topo

MMA


Dana White brinca sobre exame antidoping de Jon Jones: "Se falhar, me mato"

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Jon Jones e Alexander Gustafsson se enfrentaram na luta principal do UFC 232 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Vinicius Castro

Do UOL, em Inglewood (EUA)

30/12/2018 07h05

Jon Jones se manteve absoluto na categoria meio-pesado do UFC ao nocautear Alexander Gustafsson, neste sábado (29), em Inglewood (EUA). Ao retomar o cinturão, o norte-americano foi mais uma vez alvo de elogios e também de desconfiança por conta dos recentes casos de doping.

O tema, claro, fez parte da entrevista coletiva do lutador e do presidente da franquia Dana White. "Bones" realizou novo exame antidoping e o resultado é aguardado com ansiedade pelos fãs de MMA, principalmente pelo patrão.

"Se ele falhar, me mato", disse Dana White, arrancando risadas após a pergunta de uma jornalista, que completou. "Eu não quero que você morra". "Mas muita gente aqui quer", brincou Dana.

Ao falar com seriedade sobre o tema, o presidente da franquia deixou claro que Jon Jones terá de carregar tal peso para o resto da carreira.

"Os lutadores realizam exames na noite das lutas. Ele também fez. A diferença é que em período de competição se testam para cocaína, maconha e outras drogas. O futuro de Jon Jones depende dos testes. Ele precisa realizá-los. É necessário continuar limpo, treinar e vencer. Pode mudar a vida dele completamente", comentou.

Jon Jones comentou que foi informado de que resquícios do esteroide turinabol podem permanecer em seu corpo por até sete anos. Por isso, planeja pedir a revisão do resultado "no contest" do combate contra Daniel Cormier, em 29 de julho do ano passado.

"Ele [Cormier] está sempre quieto. Só aparece para desmerecer algo que eu fiz ou o meu legado. Ele nunca foi campeão, nunca me bateu. A minha era é desde 2011. Só será campeão se chutar o meu traseiro. É até possível que eu suba para os pesados, mas não tenho problema com ele, com o seu legado. O Cormier só precisa parar de falar que foi campeão dos meio-pesados. Nunca foi. Me enfrente ou cale-se", encerrou.