Topo

MMA


Em vídeo, ex-técnico de Anderson Silva agride aluno que trocou de academia

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

2019-04-13T04:00:00

13/04/2019 04h00

Formador do ex-campeão do UFC Anderson Silva, o treinador Diógenes Assahida atacou um antigo aluno que passava na frente de sua academia em Campina Grande do Sul, no Paraná. Em um vídeo gravado no domingo passado e que viralizou durante a semana, Assahida aparece esperando seu ex-aluno Ulysses Teodoro na calçada de uma rua.

Sem aviso, o treinador de muay thai pede respeito e passa a atacar o ex-aluno com socos. O rapaz tenta se defender das agressões, e os dois fazem posições de jiu-jitsu no meio da rua. Enquanto bate no ex-aluno, Assahida diz coisas como: "Eu fui um pai para você, um irmão". Um segundo homem se aproxima, mas evita separar a briga.

Em outro vídeo publicado em seguida nas redes sociais, o treinador da academia "Thay Gym Camp" justifica a surra, afirmando que seu ex-aluno o traiu por ter trocado de equipe e se mostrando indignado com a camiseta de outra academia que ele usava no momento. "O cara passar na frente da minha academia com outra camisa? Vai te f... O cara tem que me respeitar."

Ulysses Teodoro, que agora treina da "Iron Gym", mora perto da "Thay Gim Camp" e faz esse caminho diariamente. Em algumas artes marciais, principalmente no jiu-jitsu, alunos que trocam de mestres são considerados traidores.

Em contato com a reportagem, o antigo treinador de Anderson Silva não se mostrou arrependido de sua atitude:

Reprodução
Imagem: Reprodução

"Ele vem me desacatando e me desafiando há oito meses. Sua saída da minha academia não me afetou pois sou um trabalhador profissional na área. Fiz e faço vários atletas de nome. Agora, homem é homem. Se você for homem, você sabe o que estou falando. Defendo a honra de qualquer professor de artes marciais que trabalha e luta. Não aceito nem vou admitir um atleta ou qualquer pessoa que desacate e desrespeite seu professor, sua mãe, seu pai. E muito mais uma história de vida. Os tempos mudaram. O bandido entra na sua casa, te zoa, te rouba, a polícia chega, mata o bandido e a polícia que é a vilã da história. Hoje os homens querem trocar de sexo. Educou seu filho você vai preso", escreveu Diógenes Assahida em um texto enviado pelo Whatsapp.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Sua imagem de exibição no aplicativo traz a mensagem "No Traíra". Assahida fez parte da equipe de treinadores de Anderson Silva durante e anos e estava ao lado dele, por exemplo, no UFC 168, em 2013, quando o "Spider" fraturou a perna em luta contra Chris Weidman.

Procurado pela reportagem, o atleta Ulysses Teodoro não retornou as tentativas de contato. Em uma entrevista à TV Record do Paraná, ele disse que "nada justifica a agressão".