Topo

MMA


Jessica é campeã com bate-estaca e garante reinado de brasileiras no UFC

Leandro Bernardes/Ag. Fight
Jessica venceu Rose Namajunas com sua especialidade: o golpe bate-estaca Imagem: Leandro Bernardes/Ag. Fight

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-05-12T01:33:55

12/05/2019 01h33

Chegou a vez das mulheres! Empurrada pelo público carioca hoje (11), na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro, Jéssica "Bate-Estaca" Andrade venceu a americana Rose Namajunas no UFC 237, com sua especialidade, o golpe bate-estaca aos 2m58s do segundo round, e se tornou a nova dona do cinturão no peso-palha. O título confirmou o reinado brasileiro feminino na organização.

Agora, das quatro categorias da competição feminina, em três há lutadoras do país como campeãs. Além de Bate-Estaca, o Brasil tem Amanda Nunes como a detentora dos cinturões unificados dos pesos galo e pena. O peso-mosca tem Valentina Shevchenko, do Quirguistão, como soberana.

"Eu voltei muito consciente do que podia fazer no segundo round. Ela veio mais lenta e eu consegui dar o meu bate-estaca. Ainda não tinha conseguido dar. Saiu o bate-estaca, galera! Isso é muito treino e dedicação. Hoje deu certo", comemorou a nova campeã.

Jessica dedica cinturão ao antigo treinador

Tão logo recebeu o sonhado cinturão dos pesos-palhas, Jéssica Bate-Estaca o retirou e o dedicou ao seu antigo treinador Gilliard Paraná, que a treinou desde o início da carreira e estava ao seu lado no octógono.

"Eu estou muito feliz. Esse cinturão aqui é desse cara (Gilliard). Porque sem ele eu não teria chegado aqui hoje. Se não tivesse montado a academia na casa da mãe dele, eu, filha de pedreira, de faxineira, não estaria aqui hoje", disse enquanto Gilliard chorava de emoção.

Bate-Estaca sofria escoriações de Namajunas

O golpe "bate-estaca" foi um verdadeiro "coelho da cartola" que Jessica Andrade tirou para vencer Namajunas. No primeiro round, a americana conectou bons jabs diretos no rosto da brasileira, que teve ferimentos, principalmente no supercílio esquerdo.

Derrotada no assalto inicial, Jessica voltou para o octógono mais agressiva e nocauteou a adversária com sua especialidade aos 2m58s do segundo round.

Jessica salva noite dos brasileiros no card principal

Até Jessica Bate-Estaca obter o cinturão do peso-palha, os brasileiros vinham sofrendo no card principal para frustração do público. Todos eles perderam. Anderson Silva por nocaute técnico. José Aldo e Thiago Pitbull, por decisão unânime, e Bethe Correia por finalização.

Veja como foi o UFC 237, neste sábado (11), no Rio de Janeiro:

Card principal

Peso-palha: Jessica Bate-Estaca (BRA) vence Rose Namajunas (EUA) aos 2m58s do segundo round
Peso-médio: Jared Cannonier (EUA) venceu Anderson Silva (BRA) por nocaute técnico aos 4m47s do primeiro round
Peso-pena: Alexander Volkanovski (AUS) venceu José Aldo por decisão unânime (triplo 30-27)
Peso-meio-médio: Laureano Staropoli venceu Thiago Pitbull por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Peso-galo: Irene Aldana (MEX) venceu Bethe Correia (BRA) por finalização aos 3m24s do terceiro round

Card preliminar

Peso meio-pesado: Ryan Spann (EUA) venceu Rogério Minotouro (BRA) por nocaute aos aos 2m07s do primeiro round
Peso-leve: Thiago Moisés (BRA) vence Kurt Holobaugh (EUA) por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-27)
Peso-meio-médio: Warlley Alves (BRA) venceu Sérgio Moraes (BRA) por nocaute no terceiro round
Peso-leve: BJ Clay Guida (EUA) venceu BJ Penn (HAV) em decisões por pontos (29-28, 29-28, 29-27)
Peso-mosca: Luana Dread (BRA) venceu Priscila Pedrita (BRA) por pontos
Peso-galo: Raoni Barcelos (BRA) venceu Carlos Huachin (PER) por nocaute técnico aos 4m49s do segundo round
Peso-galo: Viviane Araújo (BRA) venceu Talita Bernardo (BRA) por nocaute aos 48s do terceiro round