UOL Esporte Natação
 
31/03/2010 - 11h06

Cielo acerta com o Flamengo e leva dupla de Auburn ao novo clube

Bruno Doro
Em São Paulo

A NOVELA DO CLUBE DE CESAR CIELO

23/1: Corinthians entra na disputa
Clube confirma que está negociando com o treinador e revela detalhes do projeto. Pinheiros já negociava renovação.
27/1: Entre Corinthians e Pinheiros
Nadador volta aos EUA, para treinar em Auburn. Sua mãe e empresária, Flávia Cielo, segue negociando com os dois clubes paulistas.
23/2: Perto do Pinheiros
Pelo Twitter, Cielo diz que está perto de definição. Neste momento, Pinheiros liderava a disputa.
2/3: Sai Pinheiros, volta Corinthians
Detalhes do contrato com o Pinheiros não agradam. Corinthians volta a forçar negociação.
4/3: Corinthians anuncia acordo
Clube da zona leste convence os representantes do atleta e diz que chegou a acerto. Atleta segue em silêncio. Mas negociação já pendia para o Corinthians.
9/3: Corinthians admite problemas
Clube admite, pela primeira vez, que acordos de patrocínio pessoais de Cielo são entrave na reta final da negociação.
18/3: Clube do Rio entra em cena
Com negociações com paulistas emperradas, clubes cariocas entram na disputa. O Flamengo, de Patrícia Amorim, mostra força.
20/3: Não ao Corinthians
Corinthians e Cielo encerram negociações sem chegar a acordo.
31/3: Flamengo chega a acordo
No último dia de transferências para o Maria Lenk, Cielo e Flamengo anunciam acordo.

Cesar Cielo quase renovou com o Pinheiros, flertou com o Corinthians e chegou a ser dado como certo no clube mais popular de São Paulo. O destino, porém, é o Flamengo. Ainda na terça-feira, o pai do nadador, Cesar Cielo - o recordista mundial dos 50m e dos 100m livre é Filho - comandou a última rodada de negociações diretamente com a  presidente do rubro-negro, a ex-nadadora Patrícia Amorim.

Com a confirmação do novo clube, o campeão mundial pode aparecer já no GP de Ohio, a partir de quinta-feira, com a camisa do Fla. Empresária do filho, Flávia Cielo já está nos EUA para acompanhar a competição. Justamente por causa da viagem, ela não estava na última reunião com o Flamengo.

Além dele, os outros dois integrantes do “trio de Auburn” vão defender o clube rubro-negro: o também velocista Nicholas Santos e o peitista Henrique Barbosa. Os dois seguiram Cielo no início do ano e passaram a treinar nos EUA com o amigo. São orientados pelo técnico australiano Brett Hawke e dividem a mesma casa na cidade do interior do Alabama. "A negociação foi feita em trios", confirmou Cielo pai, ao UOL Esporte.

O acerto com o Flamengo marca o fim de uma longa novela envolvendo o nadador. No ano passado, o Corinthians, pela primeira vez, demonstrou interesse em contar com Cielo. O clube da zona leste de São Paulo teve uma série de reuniões com representantes do nadador, principalmente com a mãe, Flávia. Valores do contrato chegaram a ser acertados. Diretor de esportes aquáticos do Corinthians, Fernando Alba chegou a dar a contratação como certa, fazendo a ressalva de que "o contrato ainda não tinha sido assinado".

Ao analisar o documento proposto pelos corintianos, porém, o acerto melou. Os problemas foram no número grande de aparições públicas que o clube exigiria em caso de acerto. Cielo temia ter a preparação para os Jogos de Londres-2012 prejudicada.

Outra opção para o recordista mundial era permanecer no Pinheiros, clube da elite paulistana. Chegou a enviar, também, uma minuta de acordo para o nadador, na mesma época do Corinthians. O acerto também não aconteceu. "Foi financeiro. Eles não tem patrocinador e não conseguiram chegar ao patamar de outras propostas", explicou o pai do nadador.

O Flamengo foi o último a entrar na briga. O interesse foi revelado pelo UOL Esporte há duas semanas. Primeiro, o pai do atleta disse que um time do Rio tinha entrado na negociação. Depois, a diretoria do Fla confirmou os contatos. "Conversamos com a Patrícia Amorim um dia depois do prêmio 'Faz Diferença'. Ela entende o que os atletas precisam", afirmou Cielo.

Nesta quarta-feira, acabou o prazo para transferências de nadadores sem a permissão de seus clubes para a disputa do Troféu Maria Lenk, marcado para maio, em Santos. A competição é a principal do país em 2010 e serve como seletiva do Brasil para o Pan-Pacifico, principal competição de Cielo na temporada.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host