Esporte

Pereira e revelações brasileiras vão à final e salvam o dia no Mundial

Do UOL, em São Paulo

31/07/2013 14h31

O medalhista olímpico Thiago Pereira e as revelações Marcelo Chierighini e Etiene Medeiros se classificaram para a decisão de suas provas no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona e salvaram um dia em que os finalistas brasileiros foram mal.

João Gomes Júnior fez 27s20 na final dos 50 m peito e ficou apenas na quinta colocação. A prova foi vencida pelo sul-africano Cameron Van der Burgh, com 26s77.  “Estou chateado, mas acontece. Hoje não deu. Mas tenho fé que uma hora essa medalha vai sair. Levantar não é fácil, depois de chegar com o terceiro tempo na final e perder”, falou ao Sportv.

Já Leonardo de Deus ficou apenas na oitava colocação na final dos 200 m borboleta, com o tempo de 1min56s44. A prova foi vencida pelo sul-africano Chad Le Clos, com 1min54s32.

“Cheguei à minha primeira final, estou satisfeito. É um passo de cada vez, cheguei a uma final de Mundial. Estar entre os oito do mundo não tem explicação. Estou feliz.”

Pereira, medalha de prata nos 400 m medley em Londres-2012, avançou à final dos 200 m com o tempo de 1min57s52, o quarto melhor das semifinais. O melhor foi o americano Ryan Lochte, com 1min57s07. Henrique Rodrigues ficou com o 12º tempo nas semifinais e não avançou à decisão, que será na quinta-feira.

 “De manhã eu dei uma segurada boa. Mas agora de tarde eu sabia que tinha que ser mais consistente. É um teste antes da final e bom pra já acostumar com o clima e adrenalina. Fiquei bem satisfeito e vamos ver o que vai dar amanhã”, falou Pereira.

O brasileiro Marcelo Chierighini, 22 anos, foi para a final dos 100 m livre, mais tradicional prova da natação, com o terceiro melhor tempo das semifinais ao cravar 48s11. Ele ficou apenas atrás dos americanos Nathan Adrian, com 47s95, e James Felgen, com 48s07. A final será realizada na próxima quinta.

“Agora sim, dei uma aliviada e de manhã não nadei. Me senti preso e agora fiz o tempo que eu queria. Não consigo descrever o quanto estou feliz. Agora é na raça, na vontade e dar 110%. Essa medalha vai pegar quem quiser mais. E eu quero muito”, falou em entrevista ao canal Sportv.

O Brasil terá um representante em final de prova também entre as mulheres, com a revelação Etiene Medeiros, 22 anos, que fez 27s89 nos 50 m costas e avançou para a final com o quinto melhor tempo. “Mais um objetivo alcançado. Estou muito feliz. Errei no finzinho ao bater o ombro, mas dá para melhorar para a final.

Já Joanna Maranhão foi mal nos 200 m borboleta e não chegou na final ao fazer 2min14s07.  Na manhã desta quarta ela chegou a ter uma crise nervosa por ansiedade. Depois das semifinais, pouco falou. “Queria nadar melhor. Mas estava exausta, paciência. Preciso falar com meu técnico e ver o que ele achou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo