Esporte

COB e CBDA diz que atletas não serão prejudicados após prisão de cartolas

Andre Mourao/O Dia/Nopp
Imagem: Andre Mourao/O Dia/Nopp

Do UOL, em São Paulo

06/04/2017 17h47

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) garantiu que os atletas de esportes aquáticos não serão prejudicados esportivamente e financeiramente em virtude da prisão de Coaracy Nunes e mais dois dirigentes da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

"O repasse das verbas vindas da loteria federal para as Confederações segue critérios rígidos. Todas as prestações de contas são auditadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Controladoria Geral da União (CGU). Para assegurar que a preparação dos atletas dos desportos aquáticos não seja interrompida, o Comitê trabalha com o administrador judicial da CBDA, Gustavo Licks, para dar continuidade aos projetos esportivos a serem financiados pela Lei", afirmou a entidade por meio de nota.

O COB, inclusive, cita como exemplo o caso da maratonista aquática Poliana Okimoto, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

"Agora em março, por exemplo, o COB arcou com  as despesas da atleta Poliana Okimoto e equipe para treinamento em altitude Flagstaff/Arizona, nos Estados Unidos"

Neste ano, a CBDA tem previsto receber por meio da Lei Agnelo/Piva um montante de R$ 3.643.211,58.

O COB exigiu também que todos os processos legais sejam cumpridos à risca em relação aos detentos.

"Todos os fatos levantados sobre a CBDA devem ser apurados com o rigor da lei", diz a nota.

Confederação diz que atividades seguirão normalmente

Também por meio de nota oficial, a CBDA informou que a prisão dos dirigentes não afetará funcionamento da entidade, nem a realização de campeonatos já previstos.

"A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos-CBDA segue com suas atividades esportivas programadas para o período. Enquanto a presidência da entidade se encontra vaga, a 25ª vara civil do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro nomeou o advogado e contador, Dr. Gustavo Licks, como administrador provisório. Desta forma, vimos informar à comunidade dos esportes geridos pela CBDA – natação, polo aquático, nado sincronizado, saltos ornamentais e maratonas aquáticas – que as ações imediatas programadas em seu calendário não serão interrompidas.

O principal evento do mês, o Campeonato Sul-Americano Juvenil/Junior, a ser realizado na Colômbia, envolvendo todas as modalidades aquáticas, está confirmado e com todos os procedimentos sendo tomados para este fim. O corpo técnico e administrativo da entidade esteve reunido durante o dia de hoje, 6/04, com o administrador para traçar uma rotina de trabalho que garanta o funcionamento da Confederação.

A administração da CBDA forneceu todas as informações e documentos solicitados pelas autoridades policiais e aguarda mais instruções do departamento jurídico."

 

 

 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo