Esporte

Justiça acata pedido de defesa e encerra processo contra Ryan Lochte no Rio

Matt Hazlett/Getty Images
Nadador dos EUA foi denunciado por falsa comunicação de crime Imagem: Matt Hazlett/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

14/07/2017 21h10

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) determinou o encerramento de um dos processos dos quais o nadador norte-americano Ryan Lochte é alvo no Brasil.

Durante a disputa dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, Lochte afirmou ter sido vítima de um assalto em um posto de gasolina. No entanto, segundo imagens de uma câmera de segurança, atletas dos EUA – entre eles o nadador – se envolveram em uma briga no estabelecimento. A Polícia Civil concluiu que não houve assalto, e os quatro esportistas envolvidos admitiram a farsa.

Lochte foi embora do país antes de prestar esclarecimentos às autoridades brasileiras. No entanto, nos EUA, acabou suspensou de competições por 10 meses.

Em agosto de 2016, o atleta acabou alvo de um processo por comunicação falsa de crime ou de contravenção (artigo 340 do Código Penal) ao lado do também nadador Jimmy Feign. Entretanto, a 5ª Câmara Criminal do TJ-RJ decidiu acatar o pedido de habeas corpus dos advogados da dupla, trancando a ação penal.

Segundo determinação do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ), “os autos de processos findos terão como destinação final a guarda permanente ou a eliminação”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo