UOL Esporte Natação
 
31/07/2009 - 13h46

Acima do recorde, Bousquet bate Cielo nos 50 m; brasileiro faz 4º tempo

Bruno Doro
Em Roma (Itália)
Os dois homens mais rápidos do mundo não foram assim tão velozes nesta sexta-feira. Mesmo assim, César Cielo, recordista mundial dos 100m livre, e Fred Bousquet, dono da melhor marca dos 50m, estão nas finais da prova mais rápida da natação no Mundial de Roma, neste sábado, a partir de 13h (de Brasília).

Reuters
César Cielo cumprimenta o companheiro de treinos e principal rival, Frederick Bousquet
VEJA AS IMAGENS DO DIA EM ROMA
MAIÔS PROIBIDOS EM 1º DE JANEIRO
DAYNARA ENGOLE ÁGUA, MAS AVANÇA
PÁGINA ESPECIAL SOBRE O MUNDIAL
Desta vez, foi Bousquet quem passou à frente, após Cielo liderar nas eliminatórias pela manhã. O francês cravou 21s21 e tomou o recorde do Campeonato Mundial, que era do brasileiro, na prova da manhã. À tarde, nadou em 21s35, apenas o quarto tempo. Agora, eles terão o tira-teima na tarde de sábado, na final da prova.

"Eu acho que tem dois nadadores aqui que podem nadar para 20 segundos. Eu e o Bousquet. Talvez apareça uma terceira pessoa, mas não acho que vai sair disso", afirmou Cielo, campeão olímpico nos 50 m. "Fiz o suficiente (para a classificação). Ainda não estou concentrado como estava nos 100m, mas acho que até amanhã (sábado) eu consigo".

O segundo melhor tempo das semifinais foi de Duje Draganja, da Croácia, com 21s29, e o terceiro ficou com outro francês Amaury Leveaux. Nicholas Santos ficou em décimo (21s69) e não passou à final por apenas quatro centésimos. "É o melhor que eu podia fazer. Achei que dava para pegar final, mas todo mundo está rápido. Alguns surpreenderam. Não esperava que o Draganja, por exemplo, fizesse 21s2", explicou o brasileiro.

Segundo o técnico da dupla Cielo-Bousquet, o australiano Brett Hawke, quem sair melhor deve bater a mão na frente. "O segredo é a saída. Para um velocista, a largada é sempre a parte mais importante. Se você sai atrás, tirar a vantagem é muito difícil", explica o ex-nadador, finalista olímpico em Atenas-2004.

Cielo bateu, na quinta-feira, o recorde do francês Alain Bernard, nos 100m. Fred Bousquet é o mais rápido dos 50m desde abril, quando marcou 20s94. "Ele é um dos nadadores mais confiáveis que eu já vi. Em todas as provas que ele disputa, esta sempre fazendo 21s3 ou menos. Eu não. Às vezes faço 21s6, às vezes até 22s, algumas vezes bato 21s1. Ele não, você sempre sabe que ele fará um bom tempo", conta Cielo.

Os dois vão dividir as atenções na final deste sábado, a partir de 13h (de Brasília). "São os dois melhores velocistas do mundo atualmente", analisa Hawke. "E eles vão mostrar isso aqui".

Dois discípulos de Hawke, o estilo da dupla é bem diferente. "Ele é mais clássico nas braçadas. Eu uso uma técnica diferente. Mas embaixo da água, é praticamente a mesma coisa. Talvez eu largue melhor e ele tenha a pernada submersa superior. Aliás, ele me destrói nas pernadas", brinca Cielo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host