UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 

Magnus Wislander (SUE)
Divulgação

Magnus Wislander é considerado o melhor jogador do século


Apesar de nunca ter subido ao lugar mais alto do pódio olímpico, o sueco Magnus Wislander é uma lenda do handebol. Nascido na cidade do Gotemburgo, no dia 22 de fevereiro de 1964, começou a praticar o esporte aos nove anos de idade, quando entrou para o time infantil do Tuve IF. Em 1979, foi contratado pelo Redbergslid IK para jogar entre os profissionais.

No dia 16 de janeiro de 1985 estreou na equipe nacional sueca, e continua a representar seu país em 2004. Durante estes 19 anos disputou quase 400 jogos internacionais, marcando três gols de média por partida. Apelidado de "Enguia", pela facilidade para driblar as defesas adversárias, Magnus Wislander foi eleito, em votação da Federação Internacional de Handebol (IHF), o melhor jogador do século 20.

Ele disputou quatro Olimpíadas, a primeira em Seul-1988, onde a Suécia se classificou em quinto lugar. Nos Jogos de Barcelona-1992, os suecos chegaram à final de forma invicta, porém não conseguiram superar a equipe da CEI (Confederação de Estados Independentes), perdendo por 20 a 22. Quatro anos mais tarde, em Atlanta, a equipe alcançou novamente a final, outra vez invicta. Desta vez cedeu a vitória para a seleção da Croácia pelo apertado placar de 26 a 27.

Nos Jogos Olímpicos de 2000, em Sydney, Wislander e seus companheiros venceram novamente todas as partidas classificatórias, para perder mais uma vez a final, por 28 a 26 para a equipe da Rússia. Nas Olimpíadas, com Wislander na quadra, a Suécia disputou 28 jogos, perdendo apenas cinco.

Além das três medalhas de prata olímpicas, Wislander foi campeão da Liga Alemã em seis oportunidades, campeão da Copa da Europa em 1998 e 2002, campeão mundial pela seleção sueca em 1990 e 1999, campeão da Europa de seleções nacionais em 1994, 1998, 2000 e 2002. Atualmente defende o time do THW Kiel, da Alemanha.

Talant Dujshebaev (ESP)
AFP

Dujshebaev (dir) tenta jogada na Olimpíada de Sydney, na Austrália

Nascido na República da Kirguizia, na antiga União Soviética, em 2 de junho de 1968, Talant Dujshebaev foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992, defendendo a equipe da CEI (Confederação de Estados Independentes) e medalha de bronze nos Jogos de Atlanta-1996, desta vez com a seleção espanhola, tornando-se o único jogador a ganhar medalhas para dois países diferentes.

Depois dos Jogos de Barcelona, Dujshebaev sofreu uma série de ameaças e chantagens. Cansado dos problemas políticos e da violência em seu país de origem, solicitou asilo político na Espanha, nacionalizando-se espanhol.

Ele começou a carreira na equipe do CSKA de Moscou -o time do exército soviético-, passando depois para o GD Moscou. Quando mudou para Espanha jogou pelo Caja Cantábria e TUS Nettelstedt. Atualmente atua no GW Minden, da Alemanha.

Dono de um amplo currículo internacional, foi escolhido pela Federação Internacional de Handebol como o melhor jogador do mundo em duas oportunidades, ocupando a segunda colocação na votação para a escolha do melhor handebolista do século, promovida também pela IHF. Entre seus títulos, além das duas medalhas olímpicas, se destacam o de campeão mundial com a Rússia (1993), e as medalha de prata (1996 e 1998) e de bronze (2000) do Campeonato Europeu, jogando pela Espanha.



  Quadro da modalidade
  País Total
  1º CRO 1 0 0 1
  1º DIN 1 0 0 1
  3º ALE 0 1 0 1
 7º BRA 0 0 0 0

 Resultados
O Esporte
 Regras

 Glossário

Competição
 Tabela feminina

 Tabela masculina

 Resultados

 Locais de competição
Brasil
 Histórico

 Estrela

 Brasileiros



História
 Modalidade

 Curiosidades

 Destaques

 Quadro de medalhas

 Medalhas por prova