UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 

Regla Torres (CUB)

Regla Torres: jogadora mais jovem de vôlei a conquistar um ouro


A cubana Regla Torres é uma das poucas jogadoras de vôlei - ao lado de suas companheiras de equipe: Mireya Luis Hernández, Regla Bell, Lilia Izquierdo, Marleny Costa e Idalmis Moya - a ganhar três medalhas de ouro olímpicas (Barcelona-1992, Atlanta-1996 e Sydney-2000), além de dois títulos mundiais.

Nascida em Havana em 12 de fevereiro de 1975, Regla começou a praticar vôlei quando tinha apenas oito anos, incentivada pela mãe. Suas excepcionais condições físicas a levaram para a seleção cubana aos 14 anos de idade. Estreou nos Goodwill Games de 1990, em Seattle.

Junto a sua companheira de equipe, Mireya Luis - outra atleta superdotada - foi a estrela de uma equipe cheia de jogadoras talentosas. Atacante por vocação, sempre se destacou nas quadras pela garra e a disciplina com que encarava os jogos e os treinamentos.

Na sua estréia olímpica, em Barcelona-1992, ainda inexperiente, teve que assumir a difícil tarefa de substituir outra atacante histórica da seleção cubana: Mercedes Calderón. A opção do então técnico cubano, Eugenio George, de deixar Calderón no banco, se mostrou acertada. Regla Torres entrou na final contra a CEI e decidiu a partida. Com isso, tornou-se a mais jovem jogadora de voleibol a ganhar uma medalha de ouro olímpica.

Um ano depois, integrou a equipe cubana no Mundial de juniores, disputado no Brasil. Comandou a equipe que venceu a Ucrânia por 3 a 0 na final. Seguiram-se vitórias no Mundial de 1994, na Copa do Mundo de 1995, e as medalhas de ouro nas Olimpíadas de Atlanta e Sydney, além de vitórias no Grand Prix de 1993 e 2000.

No ano 2000, a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) a escolheu como a melhor jogadora do século 20. Paralelamente à sua carreira de jogadora de vôlei, trabalha como modelo nas tradicionais Festas do Charuto realizadas anualmente em Havana. Atualmente, apesar das múltiplas lesões no joelho, continua na ativa preparando-se para sua quarta Olimpíada.

Karch Kiraly (EUA)


Karch Kiraly: dois ouros na quadra e um na praia

O nome Kiraly é uma lenda do vôlei. Nenhum jogador conquistou mais campeonatos, seja em ginásios ou no vôlei de praia. Em Jogos Olímpicos, são três medalhas de ouro: duas no vôlei de quadra (1984 e 1988) e a terceira no vôlei de praia, na estréia desta modalidade, em Atlanta-1996. No ano 2000, foi premiado pela FIVB, junto a Lorenzo Bernardi, como o melhor jogador de vôlei do século 20.

O norte-americano Charles Frederick "Karch" Kiraly nasceu em 3 de novembro de 1960, na cidade de Jackson. Seu pai, um médico de origem húngara que tinha praticado vôlei no seu país natal, lhe ensinou os fundamentos do esporte nas areias das praias californianas. Mais tarde, continuou jogando nos torneios colegiais e universitários, representando a UCLA (Universidade de Los Angeles). Chegou a conquistar em três temporadas consecutivas o título de campeão da modalidade da NCAA (National Collegiate Athletic Association), além de ganhar o troféu de melhor jogador do campeonato em duas oportunidades.

Depois de ganhar as medalhas de ouro olímpicas, a Copa do Mundo de 1985, o Mundial de 1986 e os Jogos Pan-Americanos de 1987, foi jogar como profissional no campeonato italiano, onde defendeu a equipe do Messagero, levando-a à conquista do Mundial de clubes em 1991.

Logo depois, abandonou as quadras para se dedicar ao vôlei de praia, tornando-se o jogador mais bem pago e o melhor do ranking mundial na década de 90. Em Atlanta-1996, Kiraly fez dupla com Kent Steffes e conquistou a medalha de ouro. Kiraly não participou de Sydney-2000, mas ainda disputa torneios do circuito de vôlei de praia. Paralelamente à sua atividade esportiva, tem escrito livros sobre táticas e treinamento para vôlei e vôlei de praia.



  Quadro da modalidade
  País Total
  1º BRA 1 0 0 1
  1º CHN 1 0 0 1
  3º RUS 0 1 1 2
  4º ITA 0 1 0 1

 Resultados
O Esporte
 Regras

 Glossário

Competição
 Tabela feminina

 Tabela masculina

 Resultados

 Locais de competição
Brasil
 Histórico

 Estrela

 Brasileiros



História
 Modalidade

 Curiosidades

 Destaques

 Quadro de medalhas

 Medalhas por prova