UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 



A maratona feminina fez sua estréia em Los Angeles-1984, e foi vencida pela norte-americana Joan Benoit

Los Angeles-1984 foram os primeiros a serem financiados pela iniciativa privada, sem contar com nenhum tipo de apoio financeiro do governo. O comitê organizador conseguiu um lucro de 150 milhões de dólares. Tudo foi colocado à venda: desde o percurso de 19 mil quilômetros da tocha olímpica por 40 estados americanos até a piscina olímpica, construída pela rede de lanchonetes McDonald's a um custo de 4 milhões de dólares.

O Memorial Coliseum, estádio principal, que também tinha sido utilizado nos Jogos de 1932, foi totalmente reformado e novas instalações foram construídas em sua volta. O custo total dos Jogos chegou a US$ 470 milhões, cobertos em grande parte pela venda dos direitos de transmissão pela televisão.

A União Soviética e o bloco de aliados socialistas acusaram os norte-americanos de corromper o espírito olímpico. Os soviéticos, em represália ao boicote dos Estados Unidos a Moscou-1980, não compareceram. Alguns outros países socialistas, entre eles Cuba e Alemanha Oriental, resolveram seguir o exemplo e também não foram aos Jogos. Apesar das ausências, conseguiu-se um recorde de países participantes, 140.

Iugoslávia, Romênia e China, esta última voltando aos Jogos depois de 32 anos de ausência, participaram das competições. A Romênia foi o único país que fazia parte do Pacto de Varsóvia que entrou nos Jogos.

Os Estados Unidos, enfim, conseguiram organizarar uma Olimpíada depois de 62 anos. E com o boicote soviéticos, os norte-americanos sobressaíram-se com 174 medalhas no total, terminando os Jogos com mais do que o triplo da Romênia, segunda colocada com 53 medalhas.

NÚMEROS GERAIS
Período: 28 de julho a 12 de agosto
Países participantes: 140
Atletas: 6 797 (5 230 homens e 1 567 mulheres)
Brasil: 19º lugar
Esportes: 25
Medalhas distribuídas: 688
Provas: 221
Abertura dos jogos: Ronald Reagan, presidente dos Estados Unidos
Juramento olímpico:Edwin Moses (Estados Unidos, atletismo)
Pira acesa por: Rafer Johnson (Estados Unidos, atletismo)
Outras cidades candidatas: não houve


NÚMEROS BRASIL
Atletas: 166 (145 homens e 21 mulheres)
Esportes: 18 (atletismo, basquete, ciclismo, futebol, ginástica artística, ginástica rítmica, hipismo, judô, nado sincronizado, natação, pólo aquático, remo, saltos ornamentais, tênis, tiro, tiro com arco, vela e vôlei)
Medalhas uma de ouro (Joaquim Cruz, nos 800 m do atletismo), cinco de prata (Torben Grael, Daniel Adler e Ronaldo Senfft, na classe Soling, na vela; Douglas Vieira, na categoria meio-pesado, no judô; Ricardo Prado, nos 400 m medley, na natação; equipe masculina de Vôlei; e equipe masculina de Futebol) e duas de bronze (Walter Carmona, na categoria médio, do Judô; e Luís Onmura, na categoria leve, no judô)
Muito bem-organizados, os Jogos de Los Angeles mostraram um show de tecnologia. A cerimônia contou com a presença de mais de 90 mil pessoas. Na festa, os desfiles e a música foram executados com perfeição por centenas de participantes que recordavam os antigos musicais de Hollywood. O ponto forte da festa foi quando um homem literalmente voou sobre o estádio Coliseum, utilizando uma mochila a jato.

Porém, a cena mais marcante dos Jogos de 1984 foi quando a suíça Gabriele Andersen Scheiss chegou cambaleando para completar a maratona feminina. O estádio acompanhou a cena dramática da atleta que estava contundida e exausta e nem mesmo assim desistiu da prova. Gabriele foi ovacionada após fazer os últimos 100 metros em 5min44s, terminando na 37ª colocação.

Brasil

Após o bom desempenho nos Jogos de Moscou-1980, o Brasil enviou uma delegação ainda maior para Los Angeles-1984. Com 166 atletas, sendo 145 homens e 21 mulheres, o país dobrou o número de medalhas conquistadas, com oito no total, um recorde até então. Entre elas, um ouro, cinco pratas e dois bronzes.

Participando de 18 modalidades, o Brasil garantiu o ouro no atletismo, com o brasiliense Joaquim Cruz. O atleta venceu os 800 m rasos e de quebra bateu o recorde olímpico, com a marca de 1min43s00, que durou até Atlanta-1996. Ainda no atletismo, João Batista Eugênio da Silva chegou em quarto lugar na final dos 200 m rasos.

Na vela, onde o Brasil ganhou duas medalhas de ouro em Moscou-1980, os iatistas conseguiram mais medalhas. Dessa vez, na classe soling, com Torben Grael e Daniel Adler, medalhas de prata.

Outro esporte que rendeu medalhas foi o judô, com a prata de Douglas Vieira na categoria meio-pesado e dois bronzes, de Walter Carmona (médio) e de Luís Onmura (leve).

Na natação, Ricardo Prado ganhou a prata nos 400 m medley com a excelente marca de 4min18s45

Nos esportes coletivos, o Brasil conseguiu ainda mais duas medalhas de prata. No vôlei, o time masculino, então vice-campeão mundial, perdeu a decisão para os anfitriões. A seleção, que tinha William, Bernard, Montanaro e Xandó, ficou conhecida como a "Geração de Prata".

No futebol, a seleção foi à final pela primeira vez e ficou com a medalha de prata. Na primeira competição onde os profissionais puderam atuar (desde que não tivessem participado de Copas do Mundo), o Brasil foi derrotado pela França por 2 a 0. Representado basicamente por jogadores do Internacional, a seleção tinha como destaques volante Dunga, o zagueiro Mauro Galvão e o goleiro Gilmar. O técnico era Jair Picerni. Na final, 101.799 torcedores estiveram no estádio Rose Bowl, em Pasadena.


Outras olimpíadas