UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 

 
11/08/2004 - 13h49
Alemanha goleia e Prinz vira maior artilheira olímpica

Da Redação
Em São Paulo

Reuters 
Artilheira, Prinz comemora o segundo de seus quatro gols contra as chinesas
Campeã mundial, a Alemanha estreou com o pé direito nas Olimpíadas de Atenas. Ou melhor, além do pé, as alemãs aproveitaram também a cabeça da atacante Birgit Prinz para aplicar, em sua estréia, a maior goleada da história do futebol feminino em Olimpíadas.

Eleita a melhor jogadora do mundo em 2003 pela Fifa, ela marcou quatro vezes, duas de cabeça, na vitória da Alemanha por 8 a 0 sobre a China. Completaram o placar Pia Wunderlich, Renate Lingor, Martina Mueller e Conny Pohlers.

Foi a maior goleada da história das Olimpíadas. Antes, a China, prata em Sydney-2000, era a dona do maior placar, com 5 a 1 sobre a Dinamarca, em Atlanta-1996.

O próximo jogo do Grupo F será no sábado, novamente às 12h, entre China e México. A Alemanha só fecha a primeira fase na próxima terça-feira, contra as mexicanas.

Prinz, que marcou os dois primeiros gols da Alemanha de cabeça, se tornou a maior artilheira da história olímpica, com sete gols em duas edições dos Jogos.

Antes, a lista das maiores goleadoras tinha quatro empatadas em primeiro lugar. A brasileira Pretinha, convocada pelo técnico René Simões para Atenas, dividia a liderança da lista com duas norueguesas, Linda Medalen e Ann Kristin Aarones, e uma chinesa, Sun Wen. Todas marcaram quatro vezes em Olimpíadas.

Atual campeã mundial, a Alemanha mostrou que é favorita para a medalha de ouro. Consistente na defesa, suportaram dez minutos de domínio chinês no começo do jogo. Aos 13 minutos, porém, Prinz começou seu show. Ela subiu entre duas zagueiras e, mesmo atrás da marca do pênalti, cabeceou no canto da goleira Xiao Zhen. Foi o primeiro gol das Olimpíadas de Atenas.

Sete minutos depois, aos 21, Prinz voltou a bater Xiao. Em mais um cruzamento da lateral Stegemann, da direita, a centroavante se livrou da marcação e deu um peixinho, cabeceando no canto direito da chinesa.

Em vantagem, as alemãs mantiveram o ritmo lento, marcando forte no meio-campo e não deixando a China, atual campeã asiática, usar sua principal arma: os passes curtos. No único lance de perigo chinês, aos 37 do primeiro tempo, Han cabeceou, livre, da pequena área, mas a goleira Silke Rottenberg fez uma difícil defesa.

No segundo tempo, o calor na cidade de Patras aumentou. As alemãs, acostumadas com o frio europeu, surpreendentemente agüentaram. As chinesas não. Aos 20, a Alemanha ampliou o placar. Em uma confusão na área, a bola sobrou para Wunderlich, que chutou para o gol vazio.

Sofrendo com o calor, as chinesas desabaram. Aos 25 minutos, a melhor do time, Teng Wei, começou a sentir cãibras. Três minutos depois, Prinz recebeu um lançamente e concluiu o contra-ataque com um chute rasteiro, no canto esquerdo de Xiao, fazendo 4 a 0.

Abatidas, as chinesas pararam de se defender. Aos 31, a zagueira Steffi Jones foi ao ataque e caiu na área. A arbitra Kari Seitz marcou pênalti, que Renate Lingor converteu.

Aos 37, veio o sexto, em jogada contruída por reservas. Martina Mueller driblou três chinesas na ponta esquerda, chegou a linha de fundo e cruzou para Conny Pohlers completar para o gol vazio.

A artilheira Pringz fez seu quarto aos 43. Após lançamento na ponta esquerda da área, ela chutou de primeira. Desatenta, a goleira Xiao não conseguiu pegar. O último veio aos 45. Mueller chutou de longe, sem chances para a goleira chinesa.

Alemanha
Silke Rottenberg; Kerstin Stegemann, Kerstin Garefrekes, Steffi Jones, Viola Odebrecht, Pia Wunderlich, Petra Wimbersky, Birgit Prinz, Renate Lingor, Sonja Fuss e Ariane Hingst. Técnica: Tina Theune Meyer.

China
Xiao Zhen; Jin Xiaomei (Wang Liping), Li Jie, Fan Yunjie, Pu Wei, Bi Yan (Zhang Ying), Han Duan (Bai Lili), Teng Wei, Qu Feifei, Ren Liping e Ji Ting. Técnico: Haitao Zhang.

Data: 11/08/2004
Local: Estádio Pampeloponnisiako, em Patras (GRE)
Árbitro: Kari Seitz (EUA)
Auxiliares: Jackeline Saez (PAN) e Denise Robinson (CAN)
Gols: Prinz (ALE), aos 13 e 21 do 1º e 28 e 43 do 2º, Wunderlich aos 20, Lingor aos 31, Pohlers aos 36 e Mueller aos 45 do 2º.

Veja também



22/11/2004
10h36 - WADA tem orçamento acrescido em US$ 1,47 milhão

19/11/2004
20h13 - Brasileiro fica em 25º no Mundial de luge e soma ponto para Turim

18/11/2004
13h22 - Polícia faz diligência em empresa responsável por Turim-2006

12/11/2004
19h31 - COB anuncia indicados ao Melhor Atleta do Ano

10h20 - Jogos de Atenas custaram mais de 9 bilhões de euros à Grécia

05/11/2004
08h59 - Chineses adotam data "da sorte" para abertura dos Jogos de 2008

04/11/2004
14h38 - Presidente de comitê dos Jogos de Turim vai pedir demissão

13h51 - Putin recebe no Kremlin 182 medalhistas russos em Atenas 2004

09h06 - Barcelona ajudará candidatura de Madri às Olimpíadas de 2012

02/11/2004
10h09 - Governo dará a Paris 2,5 bilhões de euros para campanha olímpica

Mais notícias