UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 

 
21/08/2004 - 09h55
Gregos 'invadem' evento elitista, quebram etiqueta e irritam habitués

Murilo Garavello
Enviado especial do UOL
Em Atenas (Grécia)

É proibido se mexer, bater palmas, tossir, espirrar ou fazer qualquer ruído. Nem torcer por seu país é uma atitude politicamente correta. Nenhuma prova da Olimpíada impõe ao público tantas regras de etiqueta quanto o adestramento, modalidade popular apenas em países altamente desenvolvidos.

Reuters 
O alemão Martin Schaudt compete no elitista adestramento em Atenas
As restrições do evento mais elitista da Olimpíada -apenas países "top 20" no ranking do IDH da ONU participam da prova por equipes- começam na entrada do estádio. Neste sábado, as pessoas se acumulavam na fila. Eram mais de 15 ao longo das escadas. Uma grega, desavisada, esgueirou-se bruscamente e, aos berros, discutiu com o segurança que não permitia a entrada do público. Ela não sabia que não se pode ingressar no local enquanto um cavaleiro está se apresentando.

Qual o motivo de tanto zelo? Os cavalos, astros principais da competição, têm de fazer uma série de coreografias em trotes milimetricamente calculados. Qualquer movimento ou reação do público pode tirar a concentração do animal e, no limite, provocar uma queda do cavaleiro.

Até mesmo os intervalos das provas de adestramento contrastam com as outras de Olimpíada. A música colocada pela organização não é rock, tema grego, axé ou outro tema para animar a torcida: a trilha sonora conta com Luciano Pavarotti e cantoras líricas.

"Na realidade, o adestramento é uma forma de arte", diz a inglesa Lindsey Roberts do alto de um elegante vestido, chale e chapéu dignos da nobreza britânica. "Não devemos aplaudir uma apresentação porque é de nosso país. Temos de dar mais aplausos àquele que nos proporciona o espetáculo mais sublime".

Competição por equipes
PaísesClass. finalIDH (2004)
Alemanha 19º
Espanha20º
EUA
Holanda
Grã-Bretanha12º
Dinamarca17º
Áustria 14º
Suécia
Suíça11º
Canadá10º
Fonte: ONU
Neste sábado, os gregos, que não têm nenhuma tradição na modalidade -nunca ganharam uma medalha olímpica em provas de hipismo-, irritaram aos torcedores de países participantes, que respeitam as rígidas regras de etiqueta. Vários celulares tocaram, e as pessoas conversavam em voz alta -ao telefone ou não.

Uma senhora aparentando mais de 70 anos não encontrava o local em que deveria se sentar. Dentro do estádio, subia e descia as escadas. A cada passada, o choque do salto de seu sapato com as provisórias arquibancadas metálicas provocava ruídos que rompiam o silêncio da arena. Um cinqüentão alemão lançava olhares repletos de fel. Sua mulher, em sussurros, tentava se comunicar com a mulher: "Ms, ms, please".

Desejando levar seus filhos para ver a performance dos cavalos, outros gregos provocaram gafes. Um menininho de três anos brincava com seus pequenos bonecos, alheio -e de costas- à competição . Falava alto. Batia seus guerreiros de miniatura contra as estruturas de metal. Stephen Roberts, britânico, cutucou o pai da criança. Recebeu em retribuição gestos de incompreensão -o grego não falava inglês. Logo depois, como em uma afronta, o pai mudou-se de lugar, durante a apresentação, para tirar uma foto do filho, ainda entretido com os bonecos.

"Dá para notar que eles não são habitueés. Repare, quando os cavalos vão para o outro lado, você não consegue enxergar suas patas -o que realmente importa. Por isso, temos de olhar para o telão. Quando começar a próxima apresentação, veja como ninguém se vira para lá", disse Roberts ao UOL Esporte. Ele tinha razão.

Veja também




Patrocinador:


22/11/2004
10h36 - WADA tem orçamento acrescido em US$ 1,47 milhão

19/11/2004
20h13 - Brasileiro fica em 25º no Mundial de luge e soma ponto para Turim

18/11/2004
13h22 - Polícia faz diligência em empresa responsável por Turim-2006

12/11/2004
19h31 - COB anuncia indicados ao Melhor Atleta do Ano

10h20 - Jogos de Atenas custaram mais de 9 bilhões de euros à Grécia

05/11/2004
08h59 - Chineses adotam data "da sorte" para abertura dos Jogos de 2008

04/11/2004
14h38 - Presidente de comitê dos Jogos de Turim vai pedir demissão

13h51 - Putin recebe no Kremlin 182 medalhistas russos em Atenas 2004

09h06 - Barcelona ajudará candidatura de Madri às Olimpíadas de 2012

02/11/2004
10h09 - Governo dará a Paris 2,5 bilhões de euros para campanha olímpica

Mais notícias