UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 

 
22/08/2004 - 10h40
Regular, Scheidt conquista 1ª medalha de ouro do Brasil em Atenas

Da Redação
Em São Paulo

A aposta de Robert Scheidt na regularidade deu certo. Neste domingo o velejador conquistou a medalha de ouro na classe Laser tendo vencido apenas uma das 11 regatas que disputou. Com isso, tornou-se o segundo brasileiro bicampeão olímpico, igualando o feito de Adhemar Ferreira da Silva, que obteve o título no salto triplo em Helsinque-52 e Melbourne-56.

AFP 
Robert Scheidt faz a festa com a medalha dr ouro em Atenas; veja álbum de fotos
Scheidt também acaba com um jejum. A última vez que o hino brasileiro foi ouvido nos Jogos foi em 31 de julho de 1996, em Atlanta, quando o próprio velejador ganhou o seu primeiro título em Olimpíadas. Quatro anos depois, em Sydney, apesar do favoritismo, ele ficou só com a prata. Nenhum outro atleta do país tem um retrospecto tão positivo nos Jogos.

Nunca Scheidt chegou a uma Olimpíada com um domínio tão grande quanto em Atenas. Em 2004, o brasileiro ganhou todos os dez torneios que disputou, entre eles o Campeonato Mundial, o sétimo de sua carreira.

Scheidt iniciou a última regata da Olimpíada precisando apenas de um nono lugar para assegurar a medalha de ouro, independente de qualquer outro resultado. O austríaco Andreas Geritzer era o seu maior adversário, começando o dia com nove pontos perdidos a mais do que o brasileiro.

A largada da última regata foi atrasada em quase uma hora e meia por causa da falta de vento. Entretanto, antes dos velejadores chegarem à primeira bóia, a prova foi cancelada. Depois de um novo período de espera, finalmente a disputa foi liberada.

Embora não goste de velejar com vento fraco, Scheidt foi melhor do que os seus rivais. O brasileiro cruzou a primeira bóia em 10º lugar, quatro posições à frente de Geritzer. O esloveno Vasilij Zbogar e o britânico Paul Goodison, os outros dois atletas que ainda sonhavam com o título, também ficaram para trás.

Mais preocupado em garantir a medalha de prata, Geritzer não ameaçou a regata de Scheidt. Tranqüilo, o brasileiro apenas conduziu o seu barco até cruzar a linha de chegada em sexto lugar. O vencedor da regata foi o francês Felix Pruvot.

Regularidade
Antes da Olimpíada começar, Scheidt revelou que usaria a tática da regularidade. Por isso, o brasileiro terminou a disputa com a vitória apenas na quarta regata. Gertizer, Zbogar e o português Gustavo Lima ganharam duas regatas cada um, mas fizeram resultados ruins em pelo menos duas outras regatas, ficando longe do título.

"Acho que o mais difícil foi manter a regularidade, mas eu consegui ser frio nessa última regata e manter a concentração, porque queria muito ganhar essa medalha de ouro", disse o brasileiro. "Estou me sentindo muito feliz."

Scheidt teve como piores resultados um 19º (descartado) e um 12º lugares. Já Geritzer descartou um 34º, mas somou um 15º e dois 12º lugares. No total, o brasileiro teve 55 pontos perdidos, contra 68 do austríaco, que ficou com a prata. O bronze foi para Zbogar, com 76 pontos -cinco a menos do que Goodison.

Com o ouro de Scheidt, a vela se torna o esporte que mais deu medalhas para o Brasil em Olimpíadas: 13 no total. Em seguida estão o atletismo e o judô, com 12 conquistas. Ainda neste domingo, a contagem pode ser igualada, uma vez que Jadel Gregório é favorito a subir ao pódio no salto triplo.

A vela também é o esporte que mais conseguiu medalhas de ouro. Além das duas de Scheidt, o Brasil também ganhou com as duplas Lars Bjorkstrom/Alex Welter e Eduardo Penido/Marcos Soares, em Moscou-1980, e Torben Grael/Marcelo Ferreira, em Atenas-96.

Leia mais
Veja também



22/11/2004
10h36 - WADA tem orçamento acrescido em US$ 1,47 milhão

19/11/2004
20h13 - Brasileiro fica em 25º no Mundial de luge e soma ponto para Turim

18/11/2004
13h22 - Polícia faz diligência em empresa responsável por Turim-2006

12/11/2004
19h31 - COB anuncia indicados ao Melhor Atleta do Ano

10h20 - Jogos de Atenas custaram mais de 9 bilhões de euros à Grécia

05/11/2004
08h59 - Chineses adotam data "da sorte" para abertura dos Jogos de 2008

04/11/2004
14h38 - Presidente de comitê dos Jogos de Turim vai pedir demissão

13h51 - Putin recebe no Kremlin 182 medalhistas russos em Atenas 2004

09h06 - Barcelona ajudará candidatura de Madri às Olimpíadas de 2012

02/11/2004
10h09 - Governo dará a Paris 2,5 bilhões de euros para campanha olímpica

Mais notícias