UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 

 
22/08/2004 - 11h43
Scheidt exalta preparação e recebe telefonema de Lula

Da Redação
Em São Paulo

Robert Scheidt viveu momentos de euforia após conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas na classe Laser da vela. Assim que a regata terminou, o brasileiro se jogou na água, e recebeu o carinho de outros velejadores. Mais tarde, na marina da baía de Agios Kosmas, ele conversou por telefone com o presidente Lula.

"Estou me sentindo muito feliz", disse Scheidt, medalha de ouro também em Atlanta-96 e prata em Sydney-00. Com o resultado deste domingo, Scheidt se iguala ao triplista Adhemar Ferreira da Silva. Só os dois possuem um bicampeonato olímpico.

Robert Scheidt apontou a regularidade e a excelente preparação como pontos fundamentais para a conquista da medalha de ouro na Grécia.

"Aqui fiz uma preparação excelente, melhor do que nas outras Olimpíadas. Treinei muito e para mim foi uma satisfação ser campeão olímpico com vento fraco", disse Scheidt.

O brasileiro ganhou apenas uma das 11 regatas que disputou. Ele entrou no último dia de disputa precisando de apenas um nono lugar para ser campeão. Mas fez melhor, cruzando a linha de chegando em sexto.

"Fiz uma competição bastante consistente, só no quarto dia não fui bem, tirei um 19º e um 12º. O moral caiu um pouco. Mas reagi no dia seguinte", lembra o campeão.

O atraso de quase três horas no início da regata, por falta de ventos, mexeu com os nervos do velejador. "Hoje foi um dia muito tenso, demorou muito para a regata largar. Mais uns 20 minutos e teriam de anular e eu seria o campeão. Então é difícil. Fica uma tensão", disse Scheidt. "Eu pensei: espero que demore para o vento entrar. Mas ao mesmo tempo você pensa que é mais justo ter a última regata. Eu eu ganhei velejando e isso foi fantástico."

"Acho que o mais difícil foi manter a regularidade, mas eu consegui ser frio nessa última regata e manter a concentração, porque queria muito ganhar essa medalha de ouro", disse o brasileiro.

Depois do título, Scheidt vive um dilema: trocar ou não de classe. "É difícil falar em largar a Laser totalmente. Vou deixar passar um pouco a euforia. Agora não é hora de pensar nisso."

Veja também




22/11/2004
10h36 - WADA tem orçamento acrescido em US$ 1,47 milhão

19/11/2004
20h13 - Brasileiro fica em 25º no Mundial de luge e soma ponto para Turim

18/11/2004
13h22 - Polícia faz diligência em empresa responsável por Turim-2006

12/11/2004
19h31 - COB anuncia indicados ao Melhor Atleta do Ano

10h20 - Jogos de Atenas custaram mais de 9 bilhões de euros à Grécia

05/11/2004
08h59 - Chineses adotam data "da sorte" para abertura dos Jogos de 2008

04/11/2004
14h38 - Presidente de comitê dos Jogos de Turim vai pedir demissão

13h51 - Putin recebe no Kremlin 182 medalhistas russos em Atenas 2004

09h06 - Barcelona ajudará candidatura de Madri às Olimpíadas de 2012

02/11/2004
10h09 - Governo dará a Paris 2,5 bilhões de euros para campanha olímpica

Mais notícias