! Reconhecido alpinista francês morto nos Alpes Suíços - 29/04/2004 - EFE - Esporte

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  29/04/2004 - 08h23
Reconhecido alpinista francês morto nos Alpes Suíços

Genebra, 29 abr (EFE).- O alpinista francês Patrick Berhault, que escalou várias das montanhas mais altas do mundo, alguma delas na América do Sul, morreu nesta quarta-feira em um dos topos da cadeia montanhosa de Mischabel, que faz parte dos alpes suíços.

Berhault caiu pela parede leste desse maciço, de 4.490 metros de altura, confirmou a polícia. O alpinista, que tinha realizado expedições em montanhas de todo o mundo, desde as do Himalaia até as de Argentina e Peru, fazia seu último percurso na companhia de outro expedicionário francês.

Ambos tinham iniciado em primeiro de março uma ambiciosa excursão na qual planejavam enlaçar os 83 cumes alpinos de mais de 4 mil metros de altura. Segundo a polícia de Valais, nenhum dos alpinistas estava preso com cordas no momento da tragédia.

O acidente aconteceu a uma altura de 4.400 metros, quando os dois homens tentavam chegar ao refúgio da montanha de Mischabel em sua rota ao pico de Domjoch, a 4.281 metros de altura. O companheiro de Berhault, que sobreviveu ao acidente, deu o sinal de alerta. Ele acabou sendo resgatado por um helicóptero.

As condições meteorológicas naquele momento nos Alpes não permitiram recuperar o corpo de Berhault imediatamente, mas ele foi resgatado hoje e conduzido à cidade de Zermatt (Valais).

Berhault praticava o alpinismo há 25 anos. Sua carreira começou no início da década de 80, quando realizou sua primeira excursão ao Nanga-Parbat, no Paquistão, de 8.125 metros de altura.

Em 1985, escalou o Alpamayo (6 mil metros), no Peru e, em 1993, o Aconcágua (6,960 metros), na Argentina. Um ano antes, dirigira uma expedição ao famoso Kilimanyaro, na Tanzânia. Nos anos 90, o alpinista realizou várias escaladas ao Mont Blanc (França), seguindo itinerários extremamente difíceis.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias