UOL Esporte - Pan 2007
UOL BUSCA

29/06/2007 - 10h58

Mascote dos Jogos, Cauê vira também símbolo anti-Pan

Da Redação
Em São Paulo

O boneco em forma de sol que é mascote do Pan-Americano também está sendo usado como símbolo contra o evento que começa no dia 13 de julho. O boneco é o principal alvo dos críticos da competição, segundo informação publicada na edição desta sexta-feira do jornal Folha de S. Paulo.

Folha Imagem
Grafite da mascote do Pan em ponto de parada de ônibus no Rio: Cauê "armado"
Desenhos do Cauê estão espalhados pelo centro da cidade para protestar contra o alto custo do evento e as ações da prefeitura. As manifestações têm origens diversas, de entidades filiadas a centrais sindicais a grafiteiros anônimos.

Em uma delas, a mascote aparece de guarda municipal com a frase "Cauê espanca e prende camelôs". Em outra, o boneco é desenhado próximo a uma favela, com a inscrição: "Essa é a vila olímpica do povo".

O Pan custará ao menos R$ 3,7 bilhões aos cofres municipal, estadual e federal, 800% mais que a previsão de 2002.

Um dos responsáveis pela criação do Cauê, o diretor de marketing do comitê organizador dos Jogos, Leonardo Gryner, considera "mau gosto" a utilização da imagem da mascote em protestos.