Esporte

Filipinho vira com nota 10 e manda rival de Medina para repescagem

Damien Poullenot / WSL
Filipe Toledo consegue nota 10 unânime após aéreo na França Imagem: Damien Poullenot / WSL

Do UOL, em São Paulo

08/10/2016 12h36

Filipe Toledo fez o impossível neste sábado para virar uma bateria nos minutos finais e avançar diretamente às quartas de final da nona etapa do Circuito Mundial de Surfe (WCT). Em Hossegor, na França, faltando quatro minutos, o brasileiro precisava tirar 9,97 para conseguir uma virada inesperada na bateria. O resultado? Um aéreo muito alto e a primeira nota 10 da competição, que derrubou John John Florence, grande rival de Gabriel Medina, que agora terá que vencer a repescagem para seguir na disputa.

Na segunda bateria do quarto round, John John parecia que sobraria contra o brasileiro e o australiano Stuart Kennedy. E isso realmente aconteceu até os últimos minutos da disputa. Com 9,07 e 9,40, o havaiano somou 18,47 e parecia garantido na próxima fase.

No entanto, Filipinho não desistiu: encontrou um tubo de backside (quando o atleta surfa de costas para a onda), fazendo 8,50 e, faltando quatro minutos, acertou um aéreo muito alto também para esquerda para tirar um 10 unânime (quando todos os juízes dão a nota máxima). 

"Não sabia que precisava de uma nota tão alta. Sabia que John John estava muito bem, com duas notas altas, mas estávamos muito longe da praia, está difícil para entender como está a bateria. Para ganhar desses caras é preciso ir muito bem. Ainda bem que Deus me abençoou para acertar. Foi incrível", disse Filipe após a bateria.

MEDINA SE GARANTE NAS QUARTAS
 
Depois de ver seu principal concorrente ir para a repescagem, Gabriel Medina fez sua parte e, assim como Filipe, avançou diretamente às quartas de final da etapa disputada na França. Contra o brasileiro Caio Ibelli e o norte-americano Kolohe Andino, o surfista de Maresias conseguiu duas notas boas (6,50 e 7,67) para somar 14,17 e mandar os rivais para o quinto round.
 
MINEIRINHO VAI PARA REPESCAGEM

Kelly Cestari / WSL
Mineirinho está na repescagem da etapa da França Imagem: Kelly Cestari / WSL

Depois de dois resultados ruins no Taiti e nos Estados Unidos, Adriano de Souza até que melhorou seu desempenho. Na França, Mineirinho venceu o terceiro round, mas acabou derrotado na quarta fase e não conseguiu avançar diretamente às quartas de final da nona etapa do WCT.

No terceiro round, primeira bateria do brasileiro no dia, ele surfou muito bem para mandar Conner Coffin mais cedo para casa. Mineirinho conseguiu uma nota boa (6,33) e outra excelente (8,17) para somar 14,50 e superar o norte-americano, que fez apenas 13,53 (5,63 e 7,17).

No quarto round, conhecido como no loser (quando nenhum surfista é eliminado), o brasileiro esteve na frente do australiano Matt Banting e o havaiano Keanu Asing por quase toda a bateria, mas no final acabou derrotado por Banting, que somou 14,33 (7,60 e 6,83) contra 13,53 (7,33 e 6,20) do brasileiro, que terminou na lanterna. Asing ficou na segunda posição com 13,76 (6,53 e 7,23), mas também terá que disputar o quinto round, conhecido como repescagem.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo