Esporte

Medina elimina Slater na última onda e avança à semi na Austrália

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/03/2017 20h14

A lesão de Gabriel Medina parece não estar atrapalhando o surfista de Maresias na Gold Coast. Neste sábado (18), na Austrália, o brasileiro não teve vida fácil, mas conseguiu superar a lenda Kelly Slater na última onda e avançar à semifinal da primeira etapa do Circuito Mundial de Surfe (WSL) de 2017.

Slater dominou praticamente toda a bateria, enquanto Medina cometia erros de escolha de onda. No último minuto, quando o placar marcava 11,23 contra 10,20 para o norte-americano, o brasileiro conseguiu encontrar uma boa oportunidade, destruiu a onda e comemorou muito. O problema é que, ao olhar para trás, viu o surfista de 45 anos em ação.

A decisão ficou por conta dos juízes. Quando Gabriel e Kelly já estavam fora do mar, no palanque dos atletas, veio o resultado: o brasileiro tirou um 9,17, enquanto o norte-americano cravou apenas 7,5. Assim, Medina avançou com um somatório de 14,34, contra 13,83 de Slater.

Medina já havia encontrado Kelly Slater nesta mesma etapa. Os dois, ao lado do norte-americano Conner Coffin, disputaram a quarta bateria do quarto round, quando nenhum surfista é eliminado. Com um bom desempenho, o brasileiro somou 15,76, sendo sua melhor nota um 8,83, e despachou a lenda do esporte, que só conseguiu 12,07, para a repescagem.

SUSTO NA PRIMEIRA BATERIA

Reprodução/WSL
Medina precisou de atendimento médico após primeira bateria Imagem: Reprodução/WSL

Gabriel Medina viveu alguns momentos de tensão na última quarta (15), após a primeira bateria disputada na Gold Coast. Depois de vencer seu round de estreia e avançar diretamente à terceira fase da competição, o brasileiro deixou o mar mancando e precisou de atendimento médico.

A lesão aconteceu logo no início da bateria, quando o brasileiro encontrou um pequeno tubo para direita e arriscou um aéreo. Na queda, seu joelho direito travou na prancha (vídeo abaixo). No entanto, Medina continuou surfando normalmente e, inclusive, conseguiu a nota mais alta do dia até aquele momento.

Um dia depois, por meio da assessoria de imprensa, a equipe de Medina revelou que a lesão não era grave, sendo apenas uma torção no joelho direito, e que ele continuaria na competição. O brasileiro chegou a ser medicado e fez gelo na região afetada para conseguir voltar ao torneio.

JOHN JOHN ELIMINA ITALO FERREIRA

Pela segunda bateria das quartas de final, o atual campeão mundial John John Florence avançou. Contra Italo Ferreira, o havaiano começou com muita pressão, conseguindo uma onda excelente. Na sequência, contou com a ajuda do mar, que não proporcinou boas escolhas ao brasileiro, e teve muita tranquilidade para controlar a prioridade para classificar-se à semifinal da competição com um somatório de 14,86. Assim, Italo termina na quinta posição na Austrália.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo