Esporte

Medina falha contra francês e é eliminado no Havaí; Florence é bi mundial

WSL / Kelly Cestari
John John Florence em ação no Pipe Masters, no Havaí Imagem: WSL / Kelly Cestari

Do UOL, em São Paulo

18/12/2017 21h33

Acabou nas quartas de final do Pipe Masters, no Havaí, a derradeira chance de Gabriel Medina conquistar o título mundial pela segunda vez na carreira. Com dificuldade para achar as melhores ondas na ilha de Oahu, nesta segunda-feira (18), o brasileiro perdeu a bateria para o francês Jeremy Flores e foi eliminado da última etapa do Championship Tour (CT), a divisão de elite do surfe.

Com o resultado, John John Florence, líder do campeonato e classificado às semifinais, conquistou de forma antecipada, e pela segunda vez consecutiva, o título mundial de surfe. Medina precisava vencer a etapa e torcer para que o havaiano não chegasse à final para conquistar o bicampeonato. Assim, fecha 2017 como vice do CT.

Florence quase completou a festa pelo bi com o título do Pipe Masters, encerrado na noite desta segunda-feira (horário de Brasília), mas perdeu a final para Flores na última onda da bateria final por 16,23 pontos contra 16,16 do havaiano.

Fim do sonho

Em mais de 20 minutos de bateria, Medina conseguiu apenas um pequeno tubo, que lhe rendeu 4,77. Flores foi mais feliz nas escolhas, usando a sua prioridade nas ondas para abrir 11,83. O brasileiro tentou quatro cartadas finais antes de o cronômetro zerar, mas não conseguiu completar a série em nenhuma delas. Melhor para o francês, que avançou à semifinal - o placar final foi de 12,76 contra 6,04 pontos.

"Foi um grande ano. Tive uma lesão logo no início da temporada que me prejudicou um pouco, mas no geral o ano foi ótimo. Fiz o meu melhor aqui e aprendi bastante", analisou o campeão mundial em 2014 após a derrota. 

Na primeira bateria das quartas de final, o brasileiro Ian Gouveia manteve o alto nível de suas apresentações em Pipe Masters, venceu o australiano Joel Parkinson (9,70 contra 8,40) e avançou à semifinal.

Na sequência, Florence encarou o australiano Julian Wilson. Em uma bateria com ondas instáveis, o havaiano aproveitou as melhores opções que apareceram na disputa e abriu larga vantagem. Diante de um adversário pouco interessado em reagir, venceu com facilidade por 17,60 a 2,34.

Já Ítalo Ferreira se despediu do Pipe Masters ao ser eliminado pelo norte-americano Kanoa Igarashi (9,57 contra 8,67).

Gouveia e Florence fizeram uma das semifinais no Havaí. O brasileiro de 25 anos, filho do ex-surfista Fabio Gouveia, bem que tentou, mas foi superado pelo havaiano por pouco: 12,56 contra 12,33.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo