Esporte

Crânio e maxilar fraturados: o surfista resgatado por brasileiro no Havaí

ASP / KC
Imagem: ASP / KC

Do UOL, em São Paulo

13/01/2018 19h20

Fraturas no crânio e no maxilar. Poderia ter sido muito pior, é verdade, mas Dusty Payne está consciente e reconhece as pessoas à sua volta após ter sofrido um grave acidente em Pipeline, na ilha de Oahu, no Havaí, na última segunda-feira (8).

“Ele vai ficar bem. Fraturou o crânio, quebrou o maxilar, teve o rosto atingindo. Ele está consciente e reconhece as pessoas e seus nomes. Ele quer evitar medicação, é ousado. Ele sabe o que analgésicos fazem com as pessoas e quer manter distância, explicou à revista Stab o fotógrafo Tom Carey, que estava por perto no momento do acidente.

Dusty caiu de uma onda de aproximadamente 1,5 metro de altura, bateu a cabeça na barreira de corais e ficou desacordado no mar até ser resgatado pelo brasileiro Guilherme Tâmega, que trabalha como salva-vidas no Havaí.

Hexacampeão mundial de bodyboard, Tâmega percebeu que Payne não retornou à superfície após o tombo e mergulhou para tentar encontrá-lo. Inconsciente, o surfista foi levado à margem e, segundo relatos, tinha cortes e escoriações na cabeça e no rosto, perdendo muito sangue.

Como é diabético, o surfista havaiano precisou de cuidados especiais com as feridas até a chegada da ambulância. A suspeita é de que ele tenha sofrido uma concussão.

"Ele estava com muitos cortes na cabeça, sangrando muito. Seguramos a cabeça dele e vimos se estava respirando. Ele estava tendo convulsão, é diabético. Parece que teve traumatismo craniano, o maxilar também parece ter quebrado. Fizemos respiração cardíaca, o corpo começou a reagir, ele voltou a respirar e conseguimos, depois de muito trabalho, estabilizar a situação. Fizemos a recuperação do corpo, ele tinha ingerido muita água", relatou Tâmega ao site Surfer.com.

Em dezembro, Payne foi um dos adversários de Gabriel Medina no Pipe Masters, última etapa da divisão de elite, e perdeu a bateria para o brasileiro, que estava na briga pelo título mundial, mas não conseguiu superar o havaiano John John Florence na disputa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo