Topo

Esporte


Após 11 horas e 5 minutos de batalha, Isner vence Mahut no jogo mais longo da história

AFP PHOTO / Suzanne Plunkett / POOL
John Isner celebra vitória na partida mais demorada da história do tênis Imagem: AFP PHOTO / Suzanne Plunkett / POOL

Do UOL Esporte

Em São Paulo

24/06/2010 12h55

Foram necessárias 11h05 divididas em três dias para que o norte-americano John Isner superasse francês Nicolas Mahut no jogo mais longo da história do tênis, que terminou com o placar de 3 a 2, parciais de 4-6, 6-3, 7-6, 6-7 e 70-68.

CONFRONTO HISTÓRICO EM WIMBLEDON

  • Suzanne Plunkett/Reuters

    Isner e Mahut se cumprimentam após o jogo

  • Suzanne Plunkett/Reuters

    Mahut marcou 103 aces, mas saiu derrotado

O confronto, que teve início na terça-feira, válido pela primeira rodada do torneio de Wimbledon, teve que ser interrompido por duas vezes devido à falta de iluminação natural. No segundo dia da disputa, o jogo parou quando o cronômetro marcava 7h06 e foi transferido para às 11h30 (de Brasília) desta quinta-feira.

O jogo deixa pra trás com folga o antigo detentor do recorde, o confronto de 6h33 que marcou a vitória do francês Fabrice Santoro sobre o compatriota Arnaud Clement por 6-4, 6-3, 6-7, 2-6 e 16-14 em Roland Garros, que ocorreu em 2004.

Além disso, o recorde de aces em um único jogo (112, na vitória de Pancho Gonzales sobre Charlie Pasarell, também em Wimbledon), foi pulverizado: foram 215 no total, sendo 112 de Isner e 103 de Mahut.

Na próxima rodada, Isner enfrenta o holandês Thiemo De Bakker, que também teve trabalho para superar o colombiano Santiago Giraldo por 6-7, 6-4, 6-3, 5-7, 16-14.

O Jogo

Os quatro primeiros sets, disputados na última terça-feira, foram “normais”: vitória de Isner por 6-4 no primeiro set e troco de Mahut na segunda etapa (6-3). A partir daí, as disputas foram mais equilibradas, com nova vitória de Isner no terceiro set e de Mahut no quarto.

O quinto e histórico set foi interrompido quando o placar marcava 40-40 no último game, após três horas de jogo e recomeçou na quarta-feira, dando início à maratona entre os tenistas. Duas horas depois, o set indicava 33-32 e o francês salvou dois match points.

Exaustos, os atletas começaram ter dificuldade para devolver os saques, e em alguns lances pareciam que não iriam conseguir se manter em quadra. Mas com a ajuda da torcida, que a cada ponto enchia mais a quadra 18 do All England Club, jogaram até o árbitro decretar nova pausa devido à falta de iluminação. Nesse momento, o placar era de 59-59.

NÚMEROS DA PARTIDA HISTÓRICA

  Isner Mahut
Aces
112
103
Duplas faltas
10
21
Erros não-forçados
52
39
Total de pontos ganhos
478
502

Às 11h34 (de Brasília) desta quinta-feira, Isner e Mahut voltaram à quadra e recomeçaram a batalha. Novamente com muito equilíbrio, Isner só conseguiu superar o rival às 12h48 (de Brasília), quando quebrou o saque do adversário e caiu na grama para comemorar a vitória.

"Estou um pouco cansado", brincou o vencedor em entrevista logo após a partida. "Quando você joga um jogo como este em um ambiente como este não dá pra se sentir cansado. Esta torcida foi fantástica", completou.

"O cara [Mahut] é um guerreiro absoluto. Quero partilhar este dia com ele, foi uma honra absoluta. Desejo a ele o melhor", elogiou.

"Foi simplesmente fantástico jogar hoje", afirmou Mahut. "A torcida foi incrível nos últimos três dias. Vocês estavam completamente fantásticos. John merecia a vitória. Ele sacou incrivelmente", disse.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte