Topo

Esporte


Alves salva match-point e tira set, mas sofre com saque de Querrey e não evita derrota do Brasil

Brian Blanco/EFE
Thiago Alves dispara o forehand contra Querrey no quinto e decisivo jogo do confronto Imagem: Brian Blanco/EFE

Do UOL, em São Paulo

03/02/2013 21h45

O que parecia impossível esteve perto de acontecer neste domingo na Flórida. O Brasil levou a decisão do confronto contra os Estados Unidos pela Copa Davis para o quinto jogo. Coube a Thiago Alves encarar as “pedradas” de Sam Querrey no saque, e o brasileiro chegou a alimentar esperanças de uma possível vitória histórica. Mas o norte-americano venceu de virada e decretou a classificação de seu time para as quartas de final ao fazer 3 a 2 no duelo.

Número 20 do mundo, Querrey sofreu nas mãos do brasileiro 141º do ranking, mas venceu por 3 sets a 1 e parciais de 4-6 ,6-3 ,6-4 e 7-6 (7-3). Quando Alves venceu o primeiro set, o Brasil passava à frente no confronto pela primeira vez. Mas, com a ajuda de 26 aces, o norte-americano fez valer o favoritismo da equipe da casa.

Alves chegou até a salvar um match-point no quarto set forçando a decisão no tie-break, mas Querrey foi firme no saque para confimar a vitória. Com o resultado, os Estados Unidos vão enfrentar a Sérvia, de Novak Djokovic, nas quartas de final do Grupo Mundial da Copa Davis. Já o Brasil terá que disputar uma repescagem no segundo semestre para tentar voltar à elite do tênis em 2014.

Depois de abrir 2 a 0 no primeiro dia, os Estados Unidos perderam duas chances de fechar o confronto. No jogo de duplas no sábado, os irmãos Bryan levaram 3 a 2 de Marcelo Melo e Bruno Soares. Neste domingo, Thomaz Bellucci superou John Isner também em cinco sets em um jogo tenso, e forçou a quinta partida entre Querrey e Alves.

Apesar da diferença de ranking, Thiago não se intimidou e incendiou a pequena torcida brasileira no primeiro set. Querrey começou firme no saque com dois aces seguidos, e para piorar quebrou o serviço do brasileiro em seguida. Mas Alves respondeu no game seguinte e mostrou raça para devolver a quebra de zero.

QUERREY X ALVES

3 X 1
20
Ranking
141
26
Aces
1
3
Duplas faltas
0
62
Winners
28
77
Erros não forçados
49
8/11
Pontos na rede
10/12
5/13
Break points
4/6

Com um winner de paralela na devolução, Alves voltou a quebrar o saque de Querrey em um momento crucial do primeiro set, para fazer 5 a 4 e ter a chance de sacar para fechar. Usando variações de jogadas e transferindo a pressão para o outro lado, o brasileiro fez 6 a 4 e, pela primeira vez, o Brasil assumia a vantagem do confronto.

Thiago manteve o ritmo no começo do segundo set, até que o norte-americano resolveu pressionar com subidas na rede. Após uma sequência de winners desconcertantes, Querrey chegou a ter três break-points, mas o brasileiro salvou na mesma moeda: com um voleio de categoria.

Mas, com um erro desnecessário na rede, Alves acabou vacilando e deu nova chance para a quebra, que o adversário então aproveitou. Na sequência, Querrey usou sua força no serviço para fechar em 6 a 3 e empatar o jogo.

No começo do terceiro set, Querrey colocou Alves para correr no fundo de quadra e chegou a mais uma quebra. O brasileiro empatou a parcial no oitavo game, com a ajuda de uma dupla falta do adversário. Mas Thiago acabou insistindo muito nas pancadas sem variação de jogo, e o norte-americano se sobressaiu nessa estratégia. Devolveu a quebra e sacou para fechar em 6 a 4 e virar o jogo.

No quarto set, logo após sofrer mais uma quebra no quinto game, o brasileiro sentiu a falta de ritmo em jogos de melhor de cinco sets e pediu atendimento médico. Nem por isso ele se entregou no restante da partida. Quando Querrey sacava para fechar o quarto set em 6 a 4, Thiago salvou um match-point e foi buscar a quebra. A decisão foi para o tie-break, e o norte-americano não deu chances ao brasileiro, fazendo a festa da torcida norte-americana em Jacksonvile.

Mais Esporte